Semana On

Sábado 21.mai.2022

Ano X - Nº 488

Coluna

Esse lindo!

Goleiro da seleção alemã mostra que não é só no futebol que eles são melhores que nós.

Postado em 11 de Julho de 2014 - Guilherme Cavalcante

O goleiro da seleção alemã, Manuel Neuer,  puxou o coro de um discurso anti-homofobia no esporte. O goleiro da seleção alemã, Manuel Neuer, puxou o coro de um discurso anti-homofobia no esporte.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Não basta os alemães mostrarem que são melhores que a gente no gramado, para o trabalho ficar completo, foi preciso mostrar que o povo germânico também está bem à frente da nossa mentalidade, pelo menos potencialmente. No caso, quem puxou o coro de um discurso anti-homofobia no esporte foi o goleiro da seleção alemã, Manuel Neuer, que afirmou recentemente que os jogadores de futebol gays deveriam sair do armário.

“Sim, quem é homossexual deveria dizer que é. Os torcedores vão se acostumar rapidamente. O que importa é o rendimento do jogador, não a preferência sexual”, declarou o atleta em entrevista à revista Bunte.

A declaração surpreende, já que o futebol ainda é um segmento muito hermético em relação à diversidade, não só no Brasil, mas em todo mundo. O discurso de Neuer também ganha um sabor especial, uma vez que todos os olhares estão voltados para a seleção alemã de futebol, que desbancou em atuação fantástica o time brasileiro, numa placar de 7 a 1, durante as semi-finais do mundial de futebol.

Seria fantástico se a ideia defendida pelo goleiro reverberasse no mundo do futebol, conhecido por seu caráter machista e homofóbico, onde relacionar homossexualidade aos adversários é sinônimo de ofensa - pelo menos no Brasil. A gente sabe que jogadores fora do armário é algo muito difícil de acontecer de uma hora para outra, mas esta mudança de postura partindo de dentro do gramado tem sua função no processo e deve ser celebrada.

A propósito, se os próprios jogadores não se omitissem diante da homofobia e machismo praticados pela torcida dos times em que jogam (e também pelos próprios colegas de profissão), haveria um progresso significativo, pelo menos no combate à indiferença diante do preconceito. Aliás, fica a dica. E quanto a Neuer, por enquanto ele carrega o título de queridinho da True Colors, não só pela sobriedade e talento, claro! Esse lindo!

Eu quero um boy!



Aos 45 minutos do segundo tempo, na Copa das Copas, ela reapareceu já mostrando que veio para ficar: Leona, a diva da webtrilogia “Assassina e Vingativa” (não lembra? Clique AQUI) ressurgiu das cinzas, ou melhor, retornou de Paris com o verdadeiro e único hit da copa.

É uma pena que o Brasil tenha saído da disputa pela taça antes do esperado e mais pena ainda é que esta obra prima da Internet tenha surgido só na reta final da competição, porque com certeza a chanson teria derrubado a concorrência, lacrado as inimigas e sambado na cara das invejosas. Confira esta masterpiece clicando no player acima!

Academia de Drags



O título de primeiro reality show brasileiro da comunidade LGBT é do Glitter e isso ninguém pode mudar. Mas algo está surgindo no horizonte, numa perspectiva mais, digamos, profissionalmente direcionada.

Então é isso: comandado pela drag queen superstar brasileira Silvetty Montilla, vem aí a “Academia de Drags”, um web reality show aparentemente aos moldes do Rupaul’s Drag Race, que deverá eleger a melhor drag queen do Brasil, através de provas práticas de maquiagem, costura e atuação em palco, dentre outras.

Para a primeira edição do programa, serão escolhidas oito candidatas. As inscrições serão realizadas por meio do e-mail ou pela página oficial da atração, até o dia 23 de julho. Corre que ainda dá tempo!

Vale lembrar que o programa tem produção da ASC audiovisual, vai ser coisa profissa que certamente vai nos entreter bastante. Tomara que funcione, que dê certo, e que a cultura drag possa ser mais difundida pelos vários cantos do Brasil. Ah, para conferir a chamada, é só clicar no player acima!


Voltar


Comente sobre essa publicação...