Semana On

Domingo 28.nov.2021

Ano X - Nº 469

Coluna

Tá logo ali

Pra quem pensa que falta muito para as eleições...

Postado em 10 de Fevereiro de 2017 - Liziane Berrocal

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Apesar de muitos acharem que ainda não é tempo "pré-eleitoral" vale lembrar que o tempo passa, o tempo voa. E de 2017 para a disputa em 2018 é um passinho. Porém, para quem quer continuar no cargo, ou para quem quer disputar uma vaga o "tempo ruge e a Sapucaí é grande", já que o Carnaval está bem aí, rebolando a bunda na cara da gente. Mais um pouquinho é Páscoa, Dia das Mães e pronto, falta apenas um ano para as eleições. Então... sebo nas canelas né?

 Por falar nisso

Já tem gente querendo disputar uma vaga na Assembleia Legislativa e outros que sonham alto buscando uma vaga na Câmara Federal. Como sonhar não custa nada, para nós também seria bom ter uma bancada federal mais decente e ativa. Há tempos não se via uma bancada federal tão "xoxa" e inexpressiva. E nem adianta ficar de bico comigo!

Ali, quem agita, seja para o bem ou para o mal é só o malucão do Marun, que as vezes cora o sul-mato-grossense de vergonha, tipo defendendo figurinhas como Eduardo Cunha. Agora defende Temer na reforma previdenciária. Mas, o cara tem postura e ponto final. E olha que nem é preciso concordar com ele, já que usou dinheiro do erário para visitar o amiguinho Cunha na cadeia...  Dizem que devolveu, mas que ficou feio, ah ficou. Mas, até nisso ele passa na frente dos "coleguinhas".

Lembrando cá com meus botões, fico pensando na saudade que dá de quando Mato Grosso do Sul tinha um senador atuante na bancada. Das duas uma: ou os nossos atuais senadores não são lá uma "Brastemp" ou precisam colocar a assessoria para trabalhar melhor...

Tem também a falta de prestígio, que é tamanho que outro dia, ao procurar atualização de mailing, a jornalista Fabiane Sato, por exemplo, ao clicar no link da Câmara Federal para as Assembleias Legislativas, se deparou com a seguinte situação: o internauta clica para a ALMS e cai onde? Na Assembleia de Mato Grosso, ou seja...

 Estamos de olho...

Gente, citar nomes é injustiça, mas cada um no seu quadrado né. Fazer contração de funcionário comissionado para trabalhar em lugares adversos – ou pior, em empresa privada, é brincar demais com o dinheiro público e do público. E dizem que com dinheiro não se brinca né...  Então, melhor parar com a brincadeira antes que venha à tona...

Lama...

E sabe aquele negócio de "Lama Asfáltica"? Então, me parece que tem mais titica a surgir no rio... Dessa vez a mira é em cabeça meio pelada. Vamos acompanhar também, porque dizem que muita coisa ficou para trás no processo – e na divulgação deste. Como tudo muda com os ventos políticos – e com quem está ou deve estar no poder - pode ser que a lama volte a correr soltinha, soltinha...

Absurdo

Se uma mulher precisa de um serviço de ultrassonografia urgente, madrugada, finais de semana ou feriado, pode ter certeza que vai passar raiva. Pasmem! A Maternidade Candido Mariano não oferece o serviço, nem se pagar. E dizem que o aparelho está lá. O problema é que não tem médico para operá-lo... Ou seja, precisa melhorar e muito...

Mudança

Por meio de "permuta", o promotor e gato Marcos Alex Vera, acompanhado do colega Humberto Lapa Ferri, vão assumir a Promotoria de Patrimônio Público. É mais uma mudança para Vera, que sagrou-se como o "cara do Gaeco" nas espetaculares operações do órgão. A "troca voluntária" foi de Henrique Franco Cândia por Humberto Lapa Ferri e Alexandre Pinto Capiberibe Saldanha por Marcos Alex.  Isso também vale acompanhar!

Então...

A pior coisa para um administrador é mexer mais ainda no bolso do contribuinte. Se conselho fosse bom, não se dava, se vendia, ainda mais em tempos que tem gente recebendo, e muito, para ser conselheiro de político (leia-se: PS). Então, Marquinhos Trad, se eu puder te dar um "bizú": não mexa com o Uber! Não importa o quão chegados seus sejam os taxistas!

O Uber é uma plataforma mundial, um negócio que ajuda muita gente, inclusive pessoas que tem menor poder aquisitivo e precisam ir em um médico, sair com os filhos, ir a igreja, que antes ficavam dependendo de táxis caros, com motoristas ruins e um serviço de péssima qualidade. Enfim, é só uma dica. Obrigada, de nada!


Voltar


Comente sobre essa publicação...