Semana On

Segunda-Feira 06.dez.2021

Ano X - Nº 470

Coluna

Governo une agências estaduais no interior para agilizar vida do contribuinte

Agenfas, Iagro e Agraer unem estruturas

Postado em 09 de Fevereiro de 2017 - Josceli Pereira

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com o objetivo de otimizar a vida do contribuinte, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Fazenda, está unindo estruturas das Agências Fazendárias (Agenfas), Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) no interior de Mato Grosso do Sul. Conforme o Secretário de Fazenda, Marcio Monteiro, o trabalho começou a partir de um diagnóstico realizado em todos os prédios do governo, no início da gestão em 2015.

O mapeamento dos prédios públicos feito pela Sefaz nos mostrou a possibilidade de aproveitar espaços que poderiam ser adequados. Com a ideia do governador Reinaldo Azambuja de melhorar o atendimento, poder investir mais nas pessoas e reduzir os gastos com a máquina pública, foi se consolidando o projeto que institui em um Fácil – Central de Atendimento ao Cidadão, no interior. Dessa maneira o governo pode oferecer mais facilidade e agilidade aos contribuintes, com o acesso a vários serviços em um único lugar”, explicou Monteiro.

Conforme o secretário, o primeiro município a oferecer esse tipo de serviço em mesmo prédio, foi Miranda. Com a nova estrutura centralizada, a administração economiza com aluguel, manutenção, telefonia, consumo de água e energia elétrica.

“Nossos parceiros são convidados a somar. Hoje vários municípios já estão com atendimento otimizado. Miranda foi o pioneiro na união dos órgãos, que estão localizados no prédio antigo do Fórum. Lá atendem a Sefaz, Iagro, Agraer e Vale Renda. Em Corumbá foi acomodado no mesmo local o Imasul, Agenfa, PGE, pessoal da fiscalização e ainda há espaço para outros órgãos. Já em Jardim, temos Agraer e Agenfa. Preferencialmente a união acontece com entes estaduais, mas podemos dividir espaços com órgãos do município como parceiros. Não descartamos essa possibilidade. Em Bela Vista, por exemplo, conseguimos juntar no mesmo prédio Sefaz, Agraer e Iagro”, finalizou Monteiro.


Voltar


Comente sobre essa publicação...