Semana On

Sábado 02.jul.2022

Ano X - Nº 494

Auau Miau

Faleceu o protetor dos animais Humberto Salla

Ele era conhecido em todo o Brasil por seu trabalho contra os maus tratos e o abandono de animais.

Postado em 15 de Fevereiro de 2016 - Redação Semana On

Faleceu na tarde deste domingo, 14 de fevereiro de 2016 o capixaba e ativista dos diretos doa animais Humberto Salla Lima. Faleceu na tarde deste domingo, 14 de fevereiro de 2016 o capixaba e ativista dos diretos doa animais Humberto Salla Lima.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Faleceu na tarde deste domingo, 14 de fevereiro de 2016 o capixaba e ativista dos diretos doa animais Humberto Salla Lima que era conhecido por milhares de membros da rede social Facebook, por suas inúmeras frases que incentivavam as pessoas a não abandonarem e mau tratarem os animais.

Defensor contundente dos diretos dos animais Humberto Salla escrevia suas frases sempre pautado no aprendizado que obteve com os animais e afirmava que gente que abandona vidas é capaz de tudo. “Quem assim age é um tipo de ser que ainda não evoluiu. Meus pais sempre me ensinaram há dividir o pouco. E esse pouco sempre se transformou em muito. Um pouco de amor compartilhado rapidamente se multiplica”. Humberto Salla

A história de resgates de animais é rica, cheia de amor e não se sabe quantas centenas de cães Humberto Salla retirou das ruas capixabas. Ele também disse: “Os animais sempre demonstram tudo, claramente. Todos os sentimentos deles são verdadeiros e intensos: amor, perdão, gratidão, saudade”. Humberto Salla

O primeiro cachorro resgatado das ruas foi o Mundico, que carinhosamente o ativista o chamou Sujismundo Salla. Quando estava indo trabalhar viu um cão vinha cambaleando em sua direção: era só pelo osso e sangue. Havia sido atropelado e só teve forças de chegar até a calçada. Nesse dia Humerto chegou atrasado ao trabalho, pois foi socorrê-lo.

Seu amor e dedicação pelos animais era tão forte que certa vez Humberto Salla mudou-se para Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a 1900 km de distância e levou todos os seus cães. Foram dois dias de viagem, um ano depois regressou com todos.

“Animal de estimação, como muitos chamam, é tão pouco estimado! Ah, se todos soubessem o que há por detrás de cada focinho, bico, pelos e penas. Aliás, é uma pena notar que o ser humano está cada vez mais rude, mais apressado. A pressa é inimiga da perfeição, do coração e, principalmente, do VIVER. Aprenda com os animais a aproveitar cada minuto da vida, a gargalhar, a ficar junto. Ame, ame muito”.

“Os animais fazem isso melhor que ninguém. NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE. As ruas estão lotadas. Aquele animal DE RUA pode ser de estimação: ele também é uma vida. E, para ele, não há nada mais importante que VOCÊ. Se não puder dar carinho, não maltrate. Se não puder alimentar, não envenene. Se não puder amar, ao menos respeite. Não passaremos duas vezes pelo mesmo caminho”! Humberto Salla


Voltar


Comente sobre essa publicação...