Semana On

Terça-Feira 19.out.2021

Ano X - Nº 463

Campo Grande

Dom Antônio Barbosa recebe unidade do Programa Rede Solidária

Objetivo é habilitar as famílias que estão em situação de risco social.

Postado em 12 de Novembro de 2015 - Redação Semana On

Franciellen Ferro Quirino, ganhou bebê há pouco tempo e pretende voltar ao mercado de trabalho. Franciellen Ferro Quirino, ganhou bebê há pouco tempo e pretende voltar ao mercado de trabalho.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O bairro Dom Antônio Barbosa foi o primeiro, em Campo Grande, a receber o Programa Rede Solidária. Abrigado em local estratégico, em que a população mais sofre com a vulnerabilidade social e violência na Capital sul-mato-grossense, o projeto do Governo do Estado criado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), traz novas perspectivas às famílias que residem naquela localidade. A primeira unidade, batizada Ruth Cardoso, vai atuar em 7 módulos com 28 projetos.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participou da inauguração, na manhã desta sexta (13), junto ao governador Reinaldo Azambuja e a vice-governadora, Rose Modesto.

Franciellen Ferro Quirino, 23 anos, foi conhecer as instalações do projeto e disse estar feliz com a possibilidade de participar dos cursos que serão ministrados no Rede. “É com grande expectativa que vejo esse projeto. Tenho dois filhos pequenos e para mim é difícil o deslocamento até o centro para fazer cursos, sem contar os gastos que temos. Aqui além de ser perto de casa é tudo gratuito. Estou muito feliz e aguardando uma oportunidade de voltar ao mercado de trabalho”, comemorou a moradora do bairro.

Com falta de estrutura e localizado próximo ao lixão, o bairro possui a menor renda per capita da Capital – com R$ 332, 65, segundo o Perfil Socioeconômico de Campo Grande de 2014. Muitas mulheres com filhos estão desempregadas e vivendo dos famosos “bicos” e “diárias” para sobreviver. Uma grande parte é beneficiária do Vale Renda – programa de transferência do Governo do Estado concedido à família em situação de risco social. O valor repassado mensalmente é de R$170 reais.

Como Francisca do Nascimento, 31 anos, mãe de 5 filhos, que sobrevive como diarista e vê no Rede Solidária uma “porta” para sair da situação do desemprego. “Quando soube do projeto fiquei esperançosa em participar dos cursos e assim, conseguir sair da situação em que vivo. Para nossos filhos também é muito importante a participação nas aulas de música, de informática e nos esportes. É um grande projeto para toda a família”, destacou Francisca.

O Programa

O Programa Rede Solidária pretende habilitar as famílias que estão em situação de risco social, para que de fato exerçam sua cidadania, resgate valores e tenham a oportunidade de emancipação financeira. Para isso, serão realizadas ações voltadas para qualificação profissional, empreendedorismo e apoio ao microcrédito. O objetivo é encaminhar os participantes dos cursos de qualificação serão encaminhados ao mercado de trabalho.

Os módulos oferecidos abrangem: Educação, Cultura e Esporte com cursos de Musicalização, Arte & Ação, Dança para Todos, Brinquedoteca, Biblioteca, Capoeira Vozes da África, Esporte e Cidadania, e Informática Cidadã; no módulo Escola da Família, estão os cursos, Conviver em Família, Tecendo Redes, Quem Ama Doa, Pão e Sonho, e Regatando Valores; no módulo Saúde e Prevenção, cursos Vivendo sem hipertensão e Diabetes, e Vida Sem Drogas; no módulo Segurança, o curso Segurança Cidadã; módulo Rede Voluntários, recrutar voluntários no Quem Ama, Doa-se; módulo Horta Orgânica implantação da Horta Orgânica e Sustentável.


Voltar


Comente sobre essa publicação...