Semana On

Quinta-Feira 19.mai.2022

Ano X - Nº 487

Coluna

Pedra sobre pedra

Se a investigação da Lama Asfáltica se ampliar, pedras vão rolar.

Postado em 14 de Agosto de 2015 - Redação Semana On

Ui... vai cair. Ui... vai cair.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Dizem, que a abertura da comissão processante contra o prefeito Gilmar Olarte (PP) deu certo alívio aos envolvidos na operação Lama Asfáltica. Como nem 10% das escutas foram divulgadas pelos órgãos de imprensa, dizem que se rolar mesmo uma amplitude nas investigações a lama vai pegar de mamando a caducando e pode não sobrar “pedra sobre pedra”.

Pilares

Por falar em pedra sobre pedra, na verdade a operação que mostrou a lama que vivemos em nossa cidade e no estado na verdade tem o nome de “Operação Pilar de Pedra”. A grande dúvida – ou não, é saber quem é o pilar principal dessa organização toda. A dúvida está instaurada já!

Chiquê!

Militante (???) do PT esgoelava palavras de ordem anti-capitalismo, anti-corrupção e anti-qualquer-coisa-que-ela-não-concorde durante sessão na Câmara Municipal. De repente cansou, pegou sua bolsa “Louis Vuitton”, rodopiou os pezinhos e saiu, socialisticamente claro!

Estranheza

O comportamento de certo parlamentar causou estranheza. Tem pedido para investigar muita coisa, mas esquece que se for TUDO, mas TUDO mesmo investigado, ele vai estar bem complicado, até porque quem tem telhado de vidro... Já sabe...

Benesses

Pois é, enquanto todo mundo vai para a Câmara protestar (o que eu acho lindo) os deputados estaduais deitam e rolam com o dinheiro público. Nós que desde sempre pagamos as despesas médicas e odontológicas dos bonitos, saibamos que também estamos pagando as despesas médicas de suas mulheres e maridos, de filhos e etc. e tal! Ah, e pode ser em QUALQUER HOSPITAL. E pelo visto qualquer procedimento. Já pensou você pagando plástica de mulher de deputado por aí? Que lindo! #SQN

De mudança

O petista Ricado Ayache fechou acertos finais com a cúpula do PSB para ingressar no partido. A saída de Ayache do PT já foi comunicada às principais lideranças petistas do Estado. Depois da operação Lama Asfática, a deputada Tereza Cristina (presidente do PSB/MS), que estava se preparando para ser candidata à prefeitura de Campo Grande, recuou. O principal entusiasta da candidatura da parlamentar é o ex-chefe da Casa Civil e atual conselheiro do Tribunal de Contas Osmar Jerônymo. Tereza recebeu a notícia da entrada de Ayache no PSB diretamente da direção nacional do partido.  

Irritada

Tereza Cristina, aliás, fica bastante irritada quando é questionada sobre uma possível saída do PSB. Depois do ministro Gilberto Kassab, fundador do PSD, convidá-la para assumir o partido em Mato Grosso do Sul, naturalmente muitos jornalistas entraram em contato. A deputada ficou bastante irritada!

Irritadinho

Flávio Brito, ex-integrante do Governo de André Puccinelli, acompanhou de perto a sessão na Câmara Municipal. Sentado na primeira fila, ele também ficou bem irritadinho ao ser questionado sobre estar ou não no governo de Reinaldo Azambuja. “Por quê?”, disse em tom bem ríspido. Oras, porque sim! Se está em cargo público, ganhando um bom salário, tem mais é que dar satisfação mesmo! Em tempo: depois de passar pela Fundesporte e Funasa na era Pucci, ele é chefe de gabinete da Casa Civil.

O melhor do Face

O melhor comentário do Facebook na semana veio da Elírian Diekow: “Agora fiquei preocupada! Tem um elefante branco, da minha nora... Aqui na estante. Dizem que dá sorte. Deve ser por isso, que enchem, as cidades de elefantes branco!


Voltar


Comente sobre essa publicação...