Semana On

Sábado 21.mai.2022

Ano X - Nº 488

Coluna

Carpaccio

Variações deliciosas confirmam aceitação do prato.

Postado em 07 de Agosto de 2015 - Vera Chaves

Carpacccio de berinjela. Delicioso e saudável. Carpacccio de berinjela. Delicioso e saudável.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O carpaccio é um antepasto italiano que faz sucesso no mundo todo. As famosas lâminas bem finas de carne crua ganharam o paladar das pessoas, e hoje já existem muitas variações.

Criado na década de 50 pelo grande Giuseppe Cipriani, o Carpaccio possui uma história bem interessante e curiosa. Giuseppe era dono do Harry’s Bar em Veneza, e recebeu a Condessa Amália Nani Mocenigo em seu estabelecimento. Frequentadora assídua do lugar, Amália pediu um prato leve, que não poderia ter carne assada ou cozida, pois era uma recomendação médica.

Então, Giuseppe criou o Carpaccio (que não é levado à cocção), e como acompanhamento fez um molho que em sua receita original, é composto de maionese, molho inglês, suco de limão, leite, sal e pimenta do reino branca.

O Carpaccio original é feito com carne bovina, e o nome é uma homenagem a Vittore Carpaccio, famoso pintor Renascentista que usava a cor vermelha em suas pinturas, lembrando a carne crua.

O Carpaccio chegou ao Brasil na década de 70, trazido por Massimo Ferrari, que colocou em seu restaurante em São Paulo.

Os chefs de cozinha usam da criatividade para criar carpaccio de vários tipos. A carne mais usada para fazê-lo é o lagarto, mas nada impede de usar um filé ou até mesmo um cordeiro.

Seja ele um carpaccio de berinjela, polvo, palmito pupunha, peixe ou o tradicional de carne bovina, o fato é que esse antepasto Italiano além de ter uma história muito interessante, possui uma técnica de preparo que nenhum outro prato possui, fazendo dele um diferencial.

Carpaccio de Berinjela

Ingredientes

- 2 berinjelas 

- 2 tomates 

- 1/2 xícara (chá) de folhas de manjericão fresco

- azeite , o quanto baste

- 2 colheres (sopa) de alcaparras 

- suco de 1 limão 

- sal e pimenta-do-reino a gosto

 

Modo de Preparo

- Comece pelando os tomates. Para tirar a pele deles, corte um X na base de cada um, coloque numa panela com água fervendo, até a pele começar a enrugar; retire e mergulhe numa tigela com gelo para dar um choque térmico e cessar o cozimento; a partir do X, retire a pele, como se fossem quatro folhas. Corte os tomates na metade, horizontalmente, e retire as sementes (não enxague o tomate, a água pode tirar as últimas sementes, mas leva junto parte do sabor). Apóie as metades numa tabua, aperte com a palma da mão, e corte as metades planas em cubinhos. (Lendo, o método pode parecer trabalhoso, mas é bem simples de ser feito.)

- Corte as berinjelas em rodelas muito finas (se quiser utilize um cortador de frios). Lave as folhas de manjericão e deixe escorrer para que fiquem sequinhas. Reserve.

- Leve uma frigideira antiaderente ao fogo baixo. Quando estiver quente, espalhe um pouquinho de azeite com um pincel e coloque fatias de berinjela, uma ao lado da outra, até completar o fundo da frigideira. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Deixe dourar por 2 minutos. Vire e deixe dourar o outro lado. Transfira para um prato. Repita o procedimento com todas as outras rodelas.

- Distribua as rodelas de berinjela em dois pratos, formando uma escama. Por cima, coloque o tomate picado, as alcaparras e as folhas de manjericão. Regue com o azeite de oliva, com o suco de limão e sirva a seguir, em temperatura ambiente.


Voltar


Comente sobre essa publicação...