Semana On

Domingo 28.nov.2021

Ano X - Nº 469

Coluna

Olhar do rabo de peixe

Festival Internacional de Cinema em Curitiba recebe seus primeiros aplausos.

Postado em 12 de Junho de 2015 - Danilo Custódio

4º Olhar de Cinema. 4º Olhar de Cinema.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O 4º Olhar de Cinema iniciou suas atividades na última quarta feira com três salas exibindo um mesmo filme: Rabo de Peixe. Antes da sessão, como de costume, cada um dos três diretores do festival entrou em cada uma das três salas, que estavam todas lotadas (e olha que muita gente ficou de fora, a fila tava grande quando os ingressos esgotaram), e de microfone na mão agradeceu a presença do público e anunciou os patrocinadores. Começa ai a seriedade do trabalho deles. No entanto, o que mais chama minha atenção não é a organização impecável desse festival, mas sim o olhar franco e sensível em tudo que rola por lá. É tudo muito prazeroso. Os sorrisos, os encontros, os filmes, as apresentações... Apresentações essas que geralmente me tocam profundamente. Nunca esqueço da Rania, cineasta libanesa que disse na edição de 2013 do Olhar, durante a apresentação de seu filme, que exibi-lo ali a fazia se sentir menos sozinha no mundo. Pra ter uma ideia um pouco mais clara do que to tentando dizer, convido-o a assistir a apresentação do filme de abertura do Olhar desse ano. Confira!

Apresentação do filme de abertura.

 

Rabo de peixe

O documentário mais recente de Joaquim Pinto e Nuno Leonel é um tapa na cara do “homem” moderno, esse indivíduo legalzão que gosta de consumir e descartar e não tá nem ai pra quase tudo que importa na vida. Trata-se de um documentário sobre pescadores? Alguns dizem que sim, outros que não. Mas uma coisa é unânime: é mais uma obra de arte que nos faz repensar nossa relação com a vida. É verdade que foi cansativo, o filme se arrasta demais em alguns momentos. Mas como mostrar num filme o desenrolar de centenas de quilômetros de linha de pesca, com milhares de anzóis presos a ela, mar adentro? Talvez, se o filme tivesse sido feito com mais lapsos, poderia agradar mais gente. Mas será que o drama daquelas pessoas continuaria retratado de forma tão intensa? Difícil dizer. O que dá pra dizer é que Rabo de Peixe é um filme, ora emocionante, ora sincero e hora assustador. Sim, assustador. Um terror sem igual, diga-se de passagem. Se estiver ao seu alcance, não deixe de assisti-lo.

Trailer.

 

Cine Drops recomenda

Tem muita coisa legal pra ver e não to me referindo apenas aos filmes. Se vc ainda não fez sua programação, corre que ainda dá tempo. Recomendo fortemente a Mirada Paranaense, que mostrará o olhar do que está sendo feito por aqui. Garanto que vale a pena acompanhar, é surpreendente. Também recomendo a mostra Novos Olhares, porque tudo que eu vi nela em todas as edições do Olhar me agradou muito. Além disso, tem os nostálgicos Meu Tio e Johnny Guitar. Mas o bom mesmo seria acompanhar a competitiva de longa. E se puder ir nessas sessões, não deixe de avaliar os filmes pra contribuir diretamente na entrega do prêmio que, pra mim, é o mais importante: o de público. Enfim, independente dos filmes, uma parada que é massa de fazer é escolher uma mostra e tentar ver o máximo possível dentro dela. É uma boa forma de se surpreender com bons filmes.

Programação completa.

 

Fórum do Audiovisual Paranaense

Reforço: o objetivo é unir forças com toda e qualquer pessoa envolvida com a atividade audiovisual nesse estado para discutir, organizar e encaminhar demandas do setor ao poder público. O Fórum faz parte da programação do Olhar de Cinema e acontecerá nesse final de semana (13 e 14), a partir das 9hs, na Cinemateca de Curitiba. Partiu?

Site.

 

Obituário

Depois de completar 93 invernos, parou de respirar Christopher Lee. O velhinho parte dessa pra melhor devido a uma insuficiência cardíaca e respiratória, causada por sua idade avançada. Enquanto viveu, trabalhou tão bem que se eternizou nas telonas por suas interpretações marcantes como Drácula e Saruman. Sua voz vai deixar saudade...


Voltar


Comente sobre essa publicação...