Semana On

Segunda-Feira 08.ago.2022

Ano X - Nº 499

Mato Grosso do Sul

Para Riedel, Dourados é município chave para o desenvolvimento do Estado

Pré-candidato ao Governo, ele destaca as ações implementadas no município, da qual foi o principal artífice

Postado em 08 de Julho de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa do Governo de MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

“Uma das marcas da nossa gestão será o municipalismo. Isso quer dizer que estaremos presentes nos municípios do estado, aplicando recursos e fazendo obras estruturantes. E Dourados receberá atenção especial, devido a sua importância chave para o Estado. Vamos garantir mais qualidade de vida, segurança, conforto e oportunidades para a população”, disse o pré-candidato ao Governo do Estado, Eduardo Riedel.

Em suas passagens pelas secretarias de Governo e Infraestrutura, Riedel foi o artífice das políticas de interiorização que levaram milhões de reais em investimentos aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Dourados foi alvo especial destas ações. O pré-candidato deu como exemplo recente destas políticas de valorização de todas as regiões do Estado o recente lançamento do pacote de obras em Dourados, que ultrapassou R$ 70 milhões em investimentos. “São empreendimentos que vão mudar a infraestrutura da cidade, além de reforçar as ações em segurança e na saúde pública”, afirmou Riedel.

Entre as obras de destaque está a construção do Centro de Diagnóstico e Especialidades Médicas, que ficará em área anexa do Hospital Regional de Dourados e atenderá pacientes de 33 municípios da região da Grande Dourados.

Para segurança pública, o destaque foi a ordem de serviço para construção do heliponto, acesso e pátio para nova sede do DOF (Departamento de Operações de Fronteira). O objetivo é qualificar a estrutura das forças de segurança, para o enfrentamento ao crime organizado no Estado.

Os investimentos em infraestrutura urbana continuam de forma pujante. Neste novo pacote de obras está a restauração, drenagem e calçamento do quadrilátero central da cidade (setores 4 e 5).

O distrito da Picadinha também foi contemplado e terá a pavimentação asfáltica e drenagem no local. Era um sonho de 35 anos dos moradores, que se encontram em uma área produtora e importante para Dourados, onde inclusive está localizada uma das primeiras escolas de formação educacional do município. Foi autorizada também a licitação para iluminação da MS-156, em trecho que liga a cidade de Dourados a Itaporã.

Outros setores também foram contemplados neste pacote, entre eles o saneamento básico, com mais R$ R$ 10,4 milhões em obras para ampliar e melhorar o sistema de abastecimento de água em Dourados.

Para o esporte foi assinado convênio no valor de R$ 2,7 milhões para reforma e ampliação do Ginásio Municipal de Esportes Ulysses Guimarães, por meio da Fundesporte. A cidade ainda vai receber seis arenas esportivas do programa “MS Bom de Bola”.

Junto ao pacote de obras, foi lançada a segunda fase do Núcleo Industrial de Dourados.

“São ações que, apesar de estarem centradas em um grande núcleo urbano como Dourados, atingem a população de muitas cidades no entorno, valorizando as pessoas e promovendo o desenvolvimento. Esta será nossa estratégia nos próximos anos”, disse Eduardo Riedel.

QUEM É RIEDEL?

Riedel é carioca de nascimento e sul-mato-grossense de coração, com fortes raízes em nosso estado e uma história de protagonismo e representatividade tanto no agronegócio quanto na gestão pública.

Graduado em ciências biológicas pela UFRJ é mestre em zootecnia pela UNESP e especialista nas áreas de gestão empresarial, pela FGV, e gestão estratégica, pelo instituto francês INSEAD. Em 1994, Riedel casou-se com Mônica e teve dois filhos: Marcela e Rafael.

Em 1995, após o falecimento de seu avô, Sebastião, mais conhecido como ‘Seu Tatão’, Riedel assumiu a gestão da propriedade rural da família, em Maracaju. Com foco na gestão e na tecnologia, mudou o perfil produtivo da Fazenda Sapé – tornando-a referência em governança familiar, sustentabilidade e diversificação por meio da produção de carne bovina e genética brangus, cana-de-açúcar, grãos, leite e avicultura de corte.

Mas foi a vontade de fazer mais pelo coletivo que levou Riedel a participar do Sindicato Rural de Maracaju até presidir a entidade em 1999. Seu perfil de liderança o transformou em presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (FAMASUL) e, em seguida, diretor da Confederação Nacional de Agricultura (CNA).

Seu destaque no segmento foi tão grande que Riedel foi considerando uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio brasileiro.

Em 2015, a convite do governador Reinaldo Azambuja, assumiu um desafio ainda maior e aceitou ser Secretário de Governo. Na SEGOV, Riedel conduziu pessoalmente as mais importantes reformas realizadas no estado, tornando-o o mais enxuto do brasil e líder em transparência.  À frente desta secretaria por dois mandatos, Riedel cortou despesas, modernizou processos e liderou equipes de várias áreas, em busca de mais eficiência e resultado no serviço público. Foi assim que o Mato Grosso do Sul se tornou o 1o estado em crescimento, o 1o em investimento por habitante; o 2o em liberdade econômica; o 3o com o menor desemprego e o 5o com a menor taxa de pobreza do país.

Eduardo Riedel deixou a pasta em 2021 para assumir o cargo de Secretário de Infraestrutura de Mato Grosso do Sul, com a missão de impulsionar o ciclo de desenvolvimento econômico, social e humano do Estado.

Durante a pandemia ele também presidiu o comitê gestor do programa de saúde e segurança na economia, o ‘Prosseguir’, que teve papel fundamental tanto no controle da propagação da Covid no estado, quanto na retomada das atividades econômicas e nas políticas de auxílio para os mais carentes e, também, do setor produtivo pós-crise.

Após tantas experiências, Riedel foi chamado para um novo grande desafio: ser pré-candidato ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e disputar, pela primeira vez, um cargo eletivo.

O NOVO, COM MUITA EXPERIÊNCIA

Mas isso não é problema para ele. Para Riedel, mais importante do que ter “nome e sobrenome de político” é ter experiência em gestão, e isso ele tem de sobra. “As pessoas pensam que para entrar na política tem que ser político profissional. Muito mais estranho do que disputar um cargo eletivo pela primeira vez é querer ser político sem nunca ter tido uma experiência em gestão. Isso sim é temerário. Políticos todos nós somos, em maior ou menor grau, fazemos política todos os dias. Além disso, política se faz com políticas públicas por meio da gestão, da busca por resultados e não por meio da demagogia. Por isso a classe política está tão desgastada”, afirmou.

Ele criticou quem busca a gestão de um governo, de uma instituição, propondo politicagem, quando na verdade é preciso priorizar a gestão de resultados. “A política é consequência deste processo. A sociedade tem cobrado este tipo de postura. Demagogia não engana mais ninguém. As pessoas querem resultado, verdade, transparência e competência são os valores que devem nos guiar nesta desafio”, afirmou o pré-candidato.

É com base nesta filosofia que Eduardo Riedel aceitou o desafio proposto. A decisão, explica, foi fruto de sua história de vida e de um longo trabalho de gestão na iniciativa privada e na vida pública, que o levou a representar um novo modelo de gestão de trabalho. “Represento um novo modelo de trabalho. Sou empresário e produtor rural, dediquei minha vida à minha formação e aos negócios da minha família, e também trabalhando pelo coletivo em instituições. Tenho acúmulo de conhecimento, preparo e determinação para trabalhar pelo coletivo”, assegurou.

Sobre aqueles que dizem que seu nome representa uma continuidade ao Governo Reinaldo Azambuja, Riedel é claro. “Sempre digo que o Reinaldo é o Reinaldo e o Riedel é o Riedel. Quem acha que pode manter uma situação permanente em uma sociedade em transformação, se engana. Se for para manter o que deu certo, o que evoluiu e deu bons resultados, vamos manter. Outras coisas exigirão novas maneiras de atuar e me sinto totalmente capacitado para, com dinamicidade na gestão, encontrar novos caminhos que garantam as entregas e resultados que a sociedade sul-mato-grossense exige”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...