Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Legislativo

Câmara busca soluções para o transporte público de Campo Grande

Carlão e vereadores da Comissão Permanente de Transporte Público debateram o tema com a prefeita Adriana Lopes

Postado em 22 de Junho de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de CG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No último dia 21, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Carlos Augusto Borges, o Carlão, vereadores da Comissão Permanente de Transporte Público e o vice-líder da prefeita participaram de reunião com representantes da sociedade civil organizada, do consórcio Guaicurus e sindicato de trabalhadores para discutir o tema da paralisação que se iniciou nesta manhã. 

A greve se iniciou após o vale não ter sido pago nesta segunda-feira. De acordo com o presidente da Comissão Permanente de Transporte Público, vereador Coronel Alírio Villasanti, “o problema do transporte coletivo é complexo, e afeta todo o Brasil. A Câmara tem dado passos importantes junto com o Executivo. Hoje, o diálogo foi produtivo onde se apontou questões a serem trabalhadas pelo corpo técnico e para que sexta possamos ter ideia de qual caminho seguir”, contou. 

O vereador revelou que alguns assuntos foram tratados na reunião acerca das reivindicações do Consórcio Guaicurus e dos trabalhadores. “É um tema que foi levado em questão [o aumento da passagem] e do óleo diesel. Outra questão que se discutiu foi o subsídio no preço da tarifa. Essa discussão foi feita de forma madura levando-se em conta que não se pode tirar os direitos dos estudantes”, pontua. 

Segundo o vereador, a Câmara se posicionou contrária a qualquer tipo de retirada de gratuitidade. “Tudo isso foi condicionado à melhoria do transporte coletivo. Então, tudo isso tem que ser equacionado e a Câmara tem que ser protagonista nesse debate”, finalizou.

A Prefeita Adriane Lopes ressaltou que as discussões da tarde de hoje serão levadas para uma nova rodada de debates nesta sexta-feira (24). “Já estava marcada esta reunião, não foi decorrente da greve, pois já estávamos discutindo essa pauta dando continuidade em tratativas que a gestão apresentou para Campo Grande. Diante do cenário de hoje, convocamos a reunião com mais mais atores, como o presidente da Câmara Municipal e os vereadores da Comissão de Transporte onde debatemos, que um problema que não é só de Campo Grande, mas de todo o país. Estamos buscando soluções que sejam viáveis para a população”. 

A alternativa, segundo ela, será de várias mãos e a gestão municipal está dividindo a responsabilidade com os demais interessados. Na tarde desta quarta-feira o Ministério Público do Trabalho soltou uma liminar que restitui o serviço para 80% da capacidade, caso mantida a greve. 

Participaram da reunião ainda, representantes técnicos da prefeitura, da Agetran, Agereg e Sidagro, promotores públicos, representantes do sindicato dos trabalhadores do transporte público, representantes jurídicos da Prefeitura e do Consórcio Guaicurus, representantes da Procuradoria do MPT, Defensoria Pública e Associação Comercial, além dos parlamentares municipais Ayton Araújo, Silvio Pitu, Prof. João Rocha, Edu Miranda e Dr. Sandro Benites.


Voltar


Comente sobre essa publicação...