Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Legislativo

Amarildo Cruz volta a criticar política de preços da Petrobras

Para o deputado, existe uma falta de condução política para o setor

Postado em 22 de Junho de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado Amarildo Cruz (PT) voltou a criticar a política de preços da Petrobras e a falta de intervenção por parte do Governo Federal. Na tribuna, durante a sessão do último dia 22, o parlamentar afirmou que a empresa fatura “bilhões de reais às custas do povo brasileiro”.

A Petrobras calcula o preço dos combustíveis com base no mercado internacional e repassa as variações com frequência aos consumidores. Segundo Amarildo, o Preço de Paridade de Importação (PPI) só aumenta o lucro dos acionistas.

“A Petrobras passou a ser uma empresa voltada à exploração e produção de petróleo e à exportação, justamente por conta da PPI. No fim, os cidadãos brasileiros pagam pela alta do dólar, da energia, dos alimentos e dos serviços, que aumentam em consequência do preço dos combustíveis”, destacou.

Para o parlamentar, existe uma falta de condução política para o setor. “Quem tem o poder de mudar a regra é o Governo Federal, que possui 51% da empresa. O presidente da República poder muda a lei, o estatuto, criar Medida Provisória, usar a caneta para resolver essa questão vital para o País. No entanto, o presidente só faz transferir a culpa para quem não tem”, ressaltou.

Em aparte, Coronel David (PL) lembrou que a “Petrobras sofreu grandes prejuízos em razão da corrupção do governo do PT” e defendeu a criação de CPI para a população tomar conhecimento do que de fato acontecesse na empresa.


Voltar


Comente sobre essa publicação...