Semana On

Terça-Feira 05.jul.2022

Ano X - Nº 494

Auau Miau

Programa de adoção continuada garante lar a mais de 400 animais

Quem adota nas feiras assina um termo de adoção responsável e já sai com um kit fornecido pelos parceiros para os primeiros cuidados do pet, contendo ração e comedouro

Postado em 15 de Junho de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de CG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

As ONGs e Protetores independentes de animais passaram a contar com o Programa de Adoção Continuada da Prefeitura, que realiza as feiras de adoção em busca de um lar para os cães e gatos acolhidos pelo segmento da proteção animal. Lançado em maio de 2021, pelo menos 419 animais que foram abandonados ou sofreram maus-tratos já foram adotados pela população.

Todos esses animais são previamente avaliados, vermifugados, vacinados contra a raiva, microchipados, têm castração garantida e são acompanhados pela equipe técnica. Quem adota nas feiras assina um termo de adoção responsável, já saem com um kit fornecido pelos parceiros para os primeiros cuidados do pet, contendo ração e comedouro.

A estudante Ana Carolina, que já participou de três edições da feira organizada pela Subsecretaria do Bem-Estar Animal (Subea) e já adotou três pets, fala um pouco da sua experiência. “A minha experiência está sendo muito boa, não me arrependo de ter adotado nenhum deles, porque eu sei que a vida da gente muda um pouquinho quando a gente tem bichinhos, eles demandam atenção e carinho, isso deixa a gente envolvido com eles, porém, o amor que recebemos não tem preço”.

Ana, que hoje é a tutora da cachorrinha Paçoca e dos felinos Harry e Gina, conta por que queria pets em casa “A primeira a chegar em casa foi a minha cachorrinha, a gente adotou ela porque queria um bichinho na casa para trazer mais movimento e alegria, pois a casa estava sem vida. Depois fui a até a feira procurar um gatinho. Então eu encontrei o meu machinho e eu fiquei encantada nele, apaixonada e trouxe. Aí fui a terceira vez e adotei a minha gata”.

A também estudante Mariana Rodrigues adotou o gatinho Josh e disse que a avaliação é apenas positiva em relação a iniciativa da Subea ao atuar em parceria com as entidades da causa animal. “Queria dizer que é uma ótima iniciativa ter essa feira de adoção para ajudar esses locais que acolhem os animais a encontrarem um lar para eles. Os animais são lindos e dóceis, muitos deles de resgate das ruas, abandono ou de maus-tratos, e essa é uma oportunidade de retirá-los dessas situações. Soube da existência da feira pelas redes sociais, e indo lá conhecer adotei um filhote de gato de 5 meses. Todos ali estavam limpinhos e de coleirinhas. Junto foram entregues carteira de vacinação e indicação para castração gratuita. Foi possível perceber o carinho que a equipe tem com os animais para que sejam feitas as adoções responsáveis”.

Já a protetora de animais Marlene Batista Gonçalves, que resgata e mantém animais abrigados em sua casa, destaca a importância da iniciativa para somar ao trabalho daqueles que lutam pela causa. “As feiras de adoção são de fundamental importância para nós protetores independentes, devido aos muitos resgates que realizamos de animais em situação de rua, maus-tratos e em vulnerabilidade. Tem períodos em que a casa fica lotada de cães e gatos e a feira de adoção vem ajudar neste sentido, de trazer essa oportunidade para os animais encontrarem novas famílias, novos lares, uma nova chance de amor. A Subea sempre proporciona o suporte necessário e isso é algo incrível e merece o nosso reconhecimento”.

Sobre as feiras de adoção

As feiras de adoção acontecem mensalmente alternadamente no estacionamento do Paço Municipal e é realizada em parceria com o Grupo Ipê Rosa que é uma Organização Não Governamental (ONG).

“As feiras são mais uma maneira da Prefeitura levar mais afeto para esses animais que tanto nos oferecem amor e carinho e, principalmente assegurar um auxílio para o segmento de a proteção animal desafogar seus locais de acolhimento”, explica a subsecretária do Bem-Estar Animal Ana Cristina Camargo.

Serviço

Quem desejar participar das próximas edições das feiras de adoção deve ligar no telefone 156 do Fala Campo Grande ou pode entrar em contato através de preenchimento de formulário disponível no aplicativo Fala CG.

As ONGs e protetores têm prioridade e a população em geral entra numa lista de espera. No aplicativo, os interessados podem solicitar o cadastro.


Voltar


Comente sobre essa publicação...