Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Mato Grosso do Sul

Riedel: 'Garantia de emprego e renda é sinônimo de dignidade para as famílias'

Pré-candidato ao Governo do Estado ele garante que priorizará a geração de postos de trabalho em MS

Postado em 14 de Junho de 2022 - Redação Semana On

Semana On Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

“Emprego é uma das maiores preocupações dos brasileiros e, é claro, dos sul-mato-grossenses. A garantia de renda é certeza de dignidade para as famílias. Por isso é tão importante trabalharmos para o desenvolvimento do Estado, atraindo empresas, fortalecendo o comércio e a indústria que já estão instalados, qualificando a mão de obra. Estarei focado em políticas públicas que fortaleçam o setor”, afirmou o pré-candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, Eduardo Riedel.

Ele destacou os números que apontam para o crescimento dos empregos no Estado, que voltou a crescer em 2021 mesmo com a economia ainda sentindo alguns efeitos da pandemia. Em Mato Grosso do Sul, há cerca de 1,25 milhão de pessoas ocupadas com rendimento. Na comparação com o ano de 2020, esse número representa um avanço de 2,62%. Os dados foram divulgados na semana passada na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - PNAD Contínua de 2021.

“Temos que ampliar estes números e ter a geração de empregos como prioridade. Como eu disse, isso envolve políticas públicas que atraiam novos investimentos privados para o Mato Grosso do Sul, parcerias que alavanquem o potencial de crescimento das empresas já instaladas aqui, além de programas de qualificação profissional. O próximo governo deve ter estratégias voltadas para tudo isso, e conversar com toda a sociedade neste sentido”, destacou o pré-candidato. 

No Estado, o rendimento médio mensal real de todos os trabalhos (calculado para as pessoas de 14 anos ou mais de idade, ocupadas na semana de referência) apresentou o valor de R$ 2.547,00. Em relação a 2012, quando a estimativa era de R$ 2.479,00, o rendimento de todos trabalhos de 2021 representou crescimento real de 2,7%. Na contramão, quando comparamos a 2020, que apresentou rendimento de R$ 2.684,00, a estimativa de 2021 representa uma desaceleração de 5,1%. No Brasil, o rendimento médio mensal real de todos os trabalhos foi estimado em R$ 2.476,00, em 2021. Ou seja, Mato Grosso do Sul ainda tem renda acima da média nacional.

Riedel destaca que este ambiente positivo teve base em políticas públicas implementadas nos últimos sete anos e meio. Hoje a economia sul-mato-grossense mantém bons índices graças a algumas medidas austeras de equilíbrio, que tiveram a “mão” de Riedel em sua condução, em suas passagens pelas secretarias estaduais de Governo e de Infraestrutura.

Eduardo Riedel é um nome novo na política, apesar de sua vasta experiência como gestor administrador. Foi presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e do Conselho Deliberativo do Sebrae, além de vice-presidente e diretor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Também atuou como secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica por seis anos (de 2015 a 2021), e de Infraestrutura até março de 2022.


Voltar


Comente sobre essa publicação...