Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Campo Grande

Campo Grande bate média nacional nos últimos 12 meses com crescimento da economia em 10%

A média nacional ficou em 4,6%

Postado em 07 de Junho de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de CG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Dados do último Boletim Econômico de Campo Grande apresentado pela Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro) mostram que a capital sul-mato-grossense obteve um crescimento econômico acelerado, de aproximadamente 10%, em um ano. Cabe destacar que a média nacional ficou em 4,6%.

A atividade econômica prevista para o Brasil, no ano de 2022, está estimada em 1,2%, conforme relatório Focus do Banco Central divulgado nesta segunda-feira (6). Já Campo Grande deve crescer, em termos reais, próximo de 2%, de acordo com as estimativas preliminares da Sidagro. Este dado pode ser revisado para cima tendo em vista os bons números do 1º quadrimestre e a melhora das estimativas nacionais.

Serviços

O setor de serviços é o principal segmento da economia de Campo Grande e representa 71,91% da economia municipal e 54,60% na economia estadual.

O setor registrou um crescimento de 11,6% em um ano, enquanto as atividades comerciais registraram crescimento de 11,5%. 

Nos últimos doze meses, o estado de Mato Grosso do Sul registrou um aumento de 11% no setor de comércio e 11,5% no setor de serviços. Cabe destacar que o município de Campo Grande representa 40% de participação na economia do estado. 

Mercado de Trabalho

Após registrar um recorde na geração de postos formais de trabalho em 2021 (+ 13.335), Campo Grande criou mais 1.779 vagas em março de 2022, sendo a maior parte nos serviços (1.140), seguido pelo comércio (282) e a construção civil (240). 

Nenhum grande grupamento de atividade econômica registrou perda de postos de trabalho. No acumulado de 2022, foram gerados 4.565 empregos formais, sendo mais de 3,5 mil apenas no setor de serviços. Indústria e construção criaram juntos mais 830 novos empregos. 

A prefeita de Campo Grande Adriane Lopes explica que a política de desenvolvimento econômico do município está voltada para o fomento do setor, principalmente neste período pós-pandemia. “Buscamos desenvolver uma política de desenvolvimento econômico que contempla a atração de novos investimentos, a criação de negócios e a geração de emprego e de renda”, ressalta.

Segundo o titular da Sidagro Adelaido Vila, o resultado positivo na economia do município indica o compromisso da gestão em saber lidar com os problemas de forma eficaz e eficiente. “A maneira pela qual a pandemia foi conduzida pela atual gestão, com rapidez na vacinação e com o constante diálogo com os empresários, foi imprescindível para que a cidade voltasse a produzir e a crescer gerando mais oportunidades de emprego e renda aos campo-grandenses. Ou seja, de forma eficiente e eficaz”, finaliza.

Acesse o boletim completo clicando no link: https://www.campogrande.ms.gov.br/sidagro/artigos/boletins-economico-de-campo-grande/


Voltar


Comente sobre essa publicação...