Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Coluna

For the Quest

Nostalgia em forma de tabuleiro

Postado em 03 de Junho de 2022 - Fernando Fenero

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No ano de 1989 a Milton Bradley Company fez um ousado movimento de mercado e lançou Hero Quest, uma proposta de unir o Dungeons & Dragons que bombava naquele momento com jogos de tabuleiro que viviam também boa fase com bons lançamentos.

Se em D&D os jogadores precisavam decorar regras e ler vários livros antes de começar a jogar, em HeroQuest a ação estava muito mais acessível, com três pessoas o jogo já ficava muito interessante e se a imaginação falhava no clássico de explorar masmorras, aqui móveis, masmorras, monstros e os heróis tinham miniaturas representando suas personas no tabuleiro.

O jogo virou febre nos Estados Unidos e chegou no Brasil somente em 1994, momento onde o país viveu seu boom de RPG, e que fabricantes como a Estrela apostaram no hobby.

HeroQuest nunca saiu da memória de quem jogou naquela época, era um game convidativo onde faixas etárias se misturavam e podiam vivenciar essa fantasia. Apesar disso, o jogo não era feito no melhor dos materiais e aquele monte de peças sumiam ou amassavam. A Hasbro se tornou dona da marca nos USA, e por aqui a Estrela está bem perdida, então quem quisesse jogar teria que gastar uma nota em um antiquário (fácil encontrar a caixa do jogo por 2, 3 mil reais) e no varejo online o preço não é muito diferente disso.

Para muita gente, HeroQuest ficou no passado... mas isso pode mudar em 2022!

A 101 Games criou o “For the Quest”, o sucessor espiritual de HeroQuest com regras modernas e uma arte inacreditável feita pelo capixaba Gustavo Pelissari e que está em financiamento coletivo até dia 21 de junho.

E sobre financiamento coletivo, preciso falar que a 101 Games dá um show nesse quesito, sendo esse seu terceiro financiamento, depois dos sucessos de “Vampiro: Sozinho na Escuridão”, “Herança de Cthulhu” e do recomendadíssimo “Aventuras na Era Hiboriana”, todos entregues dentro de seu prazo e com todas metas estendidas. Quem acompanha Catarse e Kickstarter sabe que isso é exceção à regra, mas é a forma como a 101 Games trabalha.

Esse trabalho todo é feito por duas pessoas, o arquiteto Jefferson Pimentel e o designer Bruno Sathler, e o método de trabalho deles é o que faz diferença no financiamento coletivo, e evita decepções na entrega. Quando o projeto é oferecido para o público, boa parte dele já está construído e falta a lapidação final para seguir direto para a gráfica e de lá para a casa do financiador.

For the Quest é em essência um jogo de tabuleiro, você vai escolher um personagem que vai viver aventuras contra as forças malignas de “Nokron, o Lorde das Sombras” que lançará feitiços malignos contra os personagens e enviará sua horda para derrota-los.

Diferente de outros jogos do tipo, For the Quest vai permitir aos jogadores jogarem até mesmo com um só jogador, contando com um modo Solo, um modo Grupo de Heróis onde os jogadores controlam as ameaças usando o Manual de Missões e o modo clássico com Nokron sendo controlado por um jogador, o que particularmente é de longe o modo mais divertido.

Os heróis inicialmente disponíveis eram o Bárbaro, a Elfa, o Mago e o Anão, mas depois de arrebentar as metas adicionais arrecadando 466% do valor, já temos a presença garantida da Clériga, o Bardo, a Ladina, o Cavaleiro, a Druida e a Amazona. Sim, o jogo vai chegar na sua casa em outubro de 2022 com dez personagens jogáveis, cada um com características diferentes permitindo fator replay garantido.

 Mapas, monstros, dados, missões são tantas que fica até complicado de explicar, mas se HeroQuest enjoava por ter as mesmas missões, aqui você vai ter a garantia de muito material, inclusive com convidados ilustres como Mestre Pedrok, Tiago Junges e Igor Moreno, faixas pretas do RPG nacional.

For the Quest” teve seu financiamento coletivo lançado dia 22 de Abril de 2022, e foi 100% financiado nessa data, o sucesso foi tanto que as metas estendidas foram todas atropeladas e a 101 Games lançou outras metas como Áudio e Trilha Sonora, um vídeo animado e mais recentemente foi batida a meta Print and Play, o que vai garantir o envio de todo material digitalizado para o jogador imprimir e fazer o que quiser com o jogo.

O jogo está disponível no Catarse na modalidade Financiamento Coletivo, e por ter batido todas as metas não existe aquele medo de não sair do papel (fora que conta com a confiabilidade do histórico da 101 Games). O valor do financiamento é de R$ 200 (que pode ser dividido em até 6x), que se tratando de um jogo de tabuleiro nessa qualidade está bem barato, lembrando que esse preço é do financiamento coletivo, e que depois a caixa tende a ter um valor bem diferente.

Para mais detalhes, entre no link: https://www.catarse.me/forthequest

E qualquer dúvida, comente aqui na coluna que eu busco a resposta assim que possível.

For the Quest” – Jogo de Tabuleiro

Preço: R$ 200 (em até seis vezes)

https://www.catarse.me/forthequest

Disponível para Financiamento Coletivo até dia 21 de junho de 2022

Entrega prevista para Outubro de 2022


Voltar


Comente sobre essa publicação...