Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Mato Grosso do Sul

Riedel: 'Vamos ampliar as rotas turísticas de MS gerando emprego e renda'

Pré-candidato afirmou que microregiões turísticas, como o Paxixi, Cachoeirão, Rio Verde e Costa Rica serão alvos de estratégias no setor

Postado em 31 de Maio de 2022 - Redação Semana On

Foto: Divulgação

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O pré-candidato ao Governo do Estado, Eduardo Riedel, disse nesta semana que a identificação e valorização das microregiões turísticas do Estado será parte integrante de sua política de fomento ao setor, tão importante para a economia do Estado. Riedel destacou como exemplo a projeção nacional de Aquidauana, Camisão e do Morro do Paxixi, destacados no remake da novela pantanal.

“Nós temos – fora do foco do Pantanal, Bonito, Corumbá, etc – núcleos de pequenos paraísos para serem explorados pelo turismo. Por exemplo, bem próximo a Campo Grande está o distrito de Camisão, com suas trilhas e cachoeiras. Assim como esse local, existem inúmeros outros pelo estado. Vamos ter um planejamento específico para fortalecer este micro turismo”, assegurou.

Eduardo Riedel também destacou ações como o asfaltamento de 5 km de asfalto da estrada que liga a BR-262 aos balneários, cachoeiras e chácaras de Cachoeirão, obra iniciada neste ano e que contou com a articulação ativa do pré-candidato em suas passagens pelas secretarias de Governo e Infraestrutura. “Isso significará um aumento do fluxo de turistas e valorização de toda a região”, afirmou.

A obra começou em janeiro deste ano e já tem 1 km de pavimentação pronta e 2 km de terraplanagem concluídas. A pista foi ampliada e hoje conta com 11 metros de largura, já que nos primeiros 3,7 km haverá implantação de ciclovia. A previsão é que todo trabalho seja concluído até outubro deste ano.

Para Eduardo Riedel, a valorização destas microrregiões turísticas é vital para a ampliação da capacidade de geração de emprego e renda. “Se você pegar Camisão, Rio Verde, Costa Rica, etc, são lugares estratégicos. Por exemplo, nós pavimentamos de Piraputanga até Aquidauana. Tem rota de bicicleta, e aí você tem acesso no meio de Camisão para a BR. O acesso ao Morro do Paxixi, já mandamos fazer o projeto de acesso do asfalto. O resultado disso é investimento privado. Veja a vinícola que foi construída em Camisão. Porque optaram por aquele local? Pois tem estrada, tem asfalto, tem incentivo fiscal. Investimos ali, e olha que rota que está se formando! Sai de Campo Grande para chegar em Aquidauana, não vai pela BR, vai por Piraputanga, Camisão, Morro do Paxixi, pega Anastácio e vai pra Bonito! Assim vamos formando os eixos turísticos, a partir desses nichos, destas rotas”, explicou.

Para o pré-candidato estas ações são indutoras de mais investimentos para setores com potencial turístico. “Mesmo que ainda não tenha fluxo, você investe e a demanda começa a chegar”, concluiu.


Voltar


Comente sobre essa publicação...