Semana On

Quinta-Feira 30.jun.2022

Ano X - Nº 493

Coluna

NFT

Quando a malandragem usurpa uma boa ideia

Postado em 19 de Maio de 2022 - Fernando Fenero

beincrypto beincrypto

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A menos que você esteja vivendo debaixo de uma pedra, certamente já ouviu falar de NFT em algum lugar. Notícias que informavam valores na casa dos seis, sete dígitos em dólar, uma molecada faturando alto em jogos online, ou sobre quando o “menino” Neymar gastou milhares de dólares em uma jpeg de macaco.

Esse conto de fadas já começou a desmoronar, mas eu sinceramente fico triste com o fim do hype dos NFT, a má impressão que vai ficar com o público em geral vai matar uma boa ideia que poderia facilitar em muito a vida das pessoas. Acha que estou exagerando? Eu apostava em algo tão bom e útil quanto o PIX, que hoje em dia não sabemos como ficamos tanto tempo sem.

O NFT é um Token não Fungível, um objeto que não pode ser trocado ou substituído, só teria um, ele seria o original e não haveriam cópias desse token. Para garantir que se confirme a quem pertence o original, há apoio do uso de blockchain, que para simplificar o entendimento é como se toda uma rede de computadores armazenasse a informação sobre a propriedade, e para validar a mesma teria que estar de acordo com as informações dessa rede.

A segurança dessa tecnologia é inacreditável, um hacker teria um trabalho hercúleo para corromper um valor, a invasão e mudança de informações teriam que afetar milhares de máquinas ao mesmo tempo, o que hoje em dia pode ser classificado como impossível.

E se está se perguntando como diabos isso poderia ser útil e não só uma foto de macaco para o perfil do Instagram do camisa dez da seleção brasileira, eu te digo que pensando pequeno, poderia mudar completamente todas as instituições cartorárias do mundo. O título de uma casa ou terreno seria lavrado em NFT e pronto! Sua propriedade está registrada em seu nome, e para alterar o proprietário seria preciso de um procedimento seguro de transferência.

Não fica só por aí, diplomas de faculdades, documentos pessoais, cartões de crédito, tudo isso poderia ser em NFT, acabaria por completo a necessidade de tirar cópias e outros procedimentos burocráticos. Imagine a segurança de suspender um profissional simplesmente revogando seu diploma ou suspender a carteira de habilitação de um condutor de tal forma que imediatamente o país todo tenha essa informação? E as facilidades de ter a segurança de documentos que não podem ser copiados ou fraudados?

Infelizmente boa parte disso nunca vai acontecer.

Especuladores formaram golpes e esquemas de pirâmides, a extrema direita nazista também usou o boom das NFT’s para fazer sua propaganda disfarçada (sim, o Bored Ape Yacht Club tem referência nazista gritante). Só que pelo menos, dessa vez o golpe teve um voo de galinha, talvez por causa da nossa economia aos pedaços não vamos ver uma repetição do esquema do avestruz, Telexfree ou do milagre dos Bitcoins.

É realmente uma pena que os malandros tenham sujado tanto uma tecnologia tão interessante e útil.


Voltar


Comente sobre essa publicação...