Semana On

Sexta-Feira 20.mai.2022

Ano X - Nº 487

Legislativo

Prof. André Luis afirma que precariedade do transporte público é resultado da falta de fiscalização da prefeitura

Vereador defendeu melhorias pata o setor durante audiência pública

Postado em 06 de Maio de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de CG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O vereador Prof. André Luis presidiu no último dia 4 a primeira reunião da Comissão de Mobilidade Urbana da Câmara de Vereadores. O evento debateu questões relacionadas à intermodalidade de meios de locomoção e a prestação de contas da Planurb (Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano).

Em entrevista a O Estádio Online, André Luis destacou que a Comissão de Mobilidade Urbana tem o objetivo de promover ações que visam a melhoria do transporte público e afirma que grande parte dos transtornos no setor são resultado da “falta de fiscalização do município”.

“O consórcio é uma prestadora de serviço, se faz a coisa errada é porque o município não está fiscalizando. Existe falha de fiscalização na Agereg ( Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). O consórcio não pode diminuir uma linha de ônibus sem autorização da prefeitura, por exemplo, porque pode gerar uma multa”, explicou.

Questionado sobre as ações para a melhoria do transporte público, André Luis destacou que para ele a implementação da tarifa zero está fora de cogitação, visto que seria necessário uma fiscalização contínua para preservar o transporte.

“Em São Paulo teve tarifa zero no fim de semana, era o rolezinho da cidade, mas não durou quatro meses, porque o pessoal depredava os ônibus, tem gente que não sabe usar. Se for implementada teria que colocar um policial dentro para fiscalizar, não têm como a Agentran ir fiscalizar os pontos as 5h da manhã”, argumentou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...