Semana On

Domingo 22.mai.2022

Ano X - Nº 488

Mato Grosso do Sul

Site da Cassems lança ferramenta de acessibilidade para pessoas surdas

Em cumprimento à Lei Brasileira de Inclusão, Cassems adquire serviço de sinalização em Libras para seu site

Postado em 06 de Maio de 2022 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A acessibilidade no mundo digital é um direito das pessoas com deficiência, previsto na lei nº 13.146, a Lei Brasileira de Inclusão. Desta forma, sites e redes sociais devem dispor ferramentas para que pessoas com deficiência física ou intelectual tenham pleno acesso às plataformas. A Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) é uma empresa atenta às necessidades dos seus beneficiários, inclusive, daqueles que tem alguma limitação física ou intelectual. Por isso, nesta semana, o plano de saúde lançou um avatar de sinalização para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), a Maya.

A ferramenta foi criada para pessoas surdas que, ao acessarem o site, conseguem contar com a sinalização da personagem em relação às informações da plataforma. O recurso está disponível para computadores e celulares e, nos próximos meses, estará em todos os sites de domínio da Cassems.  

Para a diretora de Clientes da Cassems, Jucli Stefanello, o atendimento humanizado sempre foi prioridade para o plano de saúde. “Ao longo de 21 anos trabalhando pelos servidores do estado e seus familiares, sempre prezamos pelo acolhimento. Contar com os recursos tecnológicos  para agregar qualidade no atendimento dos beneficiários com deficiência é  um grande avanço. Queremos que eles utilizem o plano de saúde com autonomia e facilidade no acesso”.

A analista de negócios da Cassems, Lucimara Melo, participou do processo de implantação do recurso de acessibilidade e compartilhou a sua perspectiva. “A Inclusão nos dias de hoje é uma questão de responsabilidade social, então, além do cumprimento da lei, temos que olhar mais de perto para as pessoas que necessitam da acessibilidade. Quando comecei a trabalhar nesse projeto, foi mais que um trabalho, mas uma oportunidade de aprender muito sobre o assunto. Me senti orgulhosa por poder fazer parte desse marco e por fazer a diferença na vida dos nossos beneficiários, porque esse projeto irá fazer a diferença na vida das pessoas”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...