Semana On

Quarta-Feira 25.mai.2022

Ano X - Nº 488

Mato Grosso do Sul

Com investimento de mais de R$ 2 bilhões, Governo do Estado segue com 60 obras em andamento nas rodovias estaduais

Investimentos na MS-338, MS-306 e MS-162 englobam pavimentação e sinalização

Postado em 03 de Maio de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa do Governo de MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com investimento de mais de R$ 2 bilhões, o Governo do Estado segue com 60 obras em andamento nas rodovias estaduais. São 47 obras de pavimentação (malha rodoviária) e mais de 13 de restauração e recuperação das estradas, incluindo esta da MS-162, que liga Sidrolândia e Maracaju.

Para o presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Marcelo Bertoni, as obras nas rodovias estaduais ajudam o setor produtivo, que assim vai dispor de uma infraestrutura mais adequada para levar seus produtos.

“A ampliação e a melhoria da malha viária do estado de Mato Grosso do Sul contribui para o aumento da competitividade dos produtos agropecuários do estado, tornando o transporte ainda mais eficiente, colocando regiões mais distantes em contato com os centros consumidores e distribuidores de insumos e matéria-prima”, ponderou.

Avança pavimentação da MS-338 entre Camapuã e Ribas

Na região conhecida como Lagoa Sanguessuga, na saída de Camapuã para Ribas do Rio Pardo, a obra de pavimentação da MS-338 que teve início em 21 de fevereiro segue avançando com o trabalho de máquinas pesadas. Nos dois primeiros quilômetros da rodovia é realizado o trabalho de terraplanagem, com regularização de subleito e implantação de sub-base de arenito. 

Para agilizar o processo de pavimentação dos 111,5 quilômetros da estrada entre as duas cidades, a obra está dividida em duas frentes, conforme a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). A primeira delas já em andamento possui 45,3 quilômetros de extensão e vai de Camapuã até o entroncamento com a MS-245. A segunda, que deve iniciar nos próximos meses, possui 66,2 quilômetros e segue do entroncamento até a MS-357, em Ribas do Rio Pardo.

Ao todo, o Governo do Estado investe R$ 227,2 milhões para pavimentar os mais de 100 quilômetros da MS-338 entre Ribas do Rio Pardo e Camapuã. Esse é um dos compromissos assumidos pela gestão do governador Reinaldo Azambuja com a empresa Suzano, que instala em Ribas do Rio Pardo a maior fábrica de celulose do mundo, em um investimento privado de R$ 19,3 bilhões, movimentando a economia e gerando emprego e renda na cidade que tem se tornado polo de desenvolvimento.

Paralelo a esse investimento, o Estado aplica outros R$ 22,2 milhões na obra de pavimentação de 12 quilômetros da MS-357, no trecho que liga perímetro urbano de Ribas do Rio Pardo até o entroncamento com a MS-338, completando assim a ligação rodoviária das duas cidades.

Ambas as obras são tocadas com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviária de Mato Grosso do Sul).

MS-306 ganha neste ano mais 78 km de acostamento e radares

A rodovia MS-306 vai ganhar 78 quilômetros de acostamento em 2022. As obras fazem parte do investimento que a estrada concedida pelo Governo Estadual vem recebendo há dois anos e que incluem conservação e manutenção e serviços de atendimento ao usuário.

A programação das novas obras de acostamento foi informada pelo presidente da concessionária Way 306, Paulo Lopes, durante entrega de R$ 45 mil a três entidades assistenciais por meio do Projeto Fazenda Corredor, iniciativa da Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos) em parceria com a concessionária. Projetos da Apae de Costa Rica, Casa da Sopa e Lar dos Idosos foram os contemplados.

É também em Costa Rica que serão executados os principais trechos de acostamento em 2022. Os investimentos estão previstos no contrato e a Agems fiscaliza o cumprimento dessas obrigações.

Lopes lembrou que, além do benefício direto de segurança e trafegabilidade proporcionado por esse tipo de intervenção na via, a execução de obras gera ganho financeiro para as cidades. “O ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) vai render ainda mais para a cidade”, ressaltou.

Somente entre abril de 2021 e janeiro de 2022, Costa Rica, Chapadão do Sul e Cassilândia receberam R$ 4,093 milhões em repasses dessa origem. “É um dinheiro extra muito bem-vindo, que não exige nenhuma contrapartida, simplesmente recebemos e investimos na nossa cidade”, comemorou o prefeito Cleverson dos Santos.

Outra melhoria de tráfego que a MS-306 já está recebendo é a instalação de radares, que devem ajudar a reduzir acidentes provocados por excesso de velocidade.

“Fizemos um estudo técnico para definir os pontos de instalação, locais em que é preciso os motoristas ficarem atentos e respeitarem os limites para ter segurança”, explicou o gerente de Operações da Way, Marcelo Ceccarelli.

O prefeito Cleverson Santos lembrou, ainda, que as manutenções de pista que vêm sendo feitas desde que a rodovia foi concedida já mudaram o panorama do município.

Segundo ele, havia pontos onde antes era impossível a Prefeitura executar outros serviços que dependem de tráfego de veículos em razão da grande quantidade de buracos. “O custo de conserto dos carros era altíssimo. Nossa trafegabilidade mudou completamente”.

Com investimento de R$ 59 milhões, restauração da MS-162 entre Sidrolândia e Maracaju segue para fase final

Tráfego mais seguro e melhor escoamento da produção são as vantagens que a obra de restauração da MS-162, entre Sidrolândia e Maracaju, vai trazer aos motoristas e produtores rurais da região. O investimento é de R$ 59 milhões e a obra já segue para fase final dos trabalhos.

O projeto prevê a restauração de 85 km nesta rodovia, sendo divididos em dois lotes. O primeiro de 40,5 km, no valor de R$ 28,7 milhões e o segundo (lote) de mais 44,3 km, que terá um custo de R$ 30,6 milhões. A obra é mais uma ação do Governo do Estado para melhorar a infraestrutura das rodovias do Estado e assim contribuir com a expansão da economia regional.

De acordo com a Agesul, 82% dos trabalhos já foram concluídos, faltando apenas a restauração de 15 dos 85 km previstos. Já em relação a sinalização da rodovia 50% já está pronto. Também serão implantadas três rotatórias na parte lateral da pista. A expectativa é que os trabalhos sejam concluídos até julho deste ano.

"A reconstrução da MS-162 vai encurtar caminhos em uma região produtora e se tornar uma artéria importante, que integra regiões e gera oportunidades. Mais um investimento para qualificar a infraestrutura da malha rodoviária do Estado", destacou o governador Reinaldo Azambuja.

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo, já declarou que esta obra de restauração na MS-162 é uma demanda antiga da população, que está sendo concretizada pelo Governo do Estado.  "Essa rodovia é de suma importância para o escoamento da nossa produção, tendo em vista a forte vocação agrícola de nosso município. Além disso, dá acesso a vários de nossos assentamentos”.

Marcos Calderan, prefeito de Maracaju, também destacou que a obra vai trazer benefícios ao seu município, entre eles uma segurança maior aos motoristas no tráfego, assim como melhores condições para o escoamento. “Uma ligação importante também com a capital, onde temos recursos de comércio, saúde e tudo mais. O governador tem sido muito sensível às necessidades do Estado inteiro”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...