Semana On

Segunda-Feira 16.mai.2022

Ano X - Nº 487

Coluna

Os extremos adoram...

Raphael Tsavkko Garcia fala de Elon Musk, Twitter e afins

Postado em 28 de Abril de 2022 - Raphael Tsavkko Garcia

Fundação Maurício Grabois Fundação Maurício Grabois

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A primeira coisa que é preciso ter em mente diante da compra do Twitter pelo Elon Musk é que não é só a extrema-direita que prega violência e absurdos. A turma foice e martelo faz a mesma coisa. A tese libertária de liberar geral e enfraquecer moderação beneficia ambos os grupos extremos.

Aliás, a extrema-esquerda hoje tem muito mais liberdade de pregar absurdos que a extrema-direita. Nazismo é vetado, mas louvar Stálin está ok. Então tem uma galera bem vocal aí que quer mesmo é manter privilégios (vejam só o uso correto do termo privilégio).

Você pode numa boa defender genocídio, eliminação de adversário, fim da democracia desde que sjea pelo lado vermelho da força. Esse pessoal está revoltado que o outro lado também vai poder (em tese, não sabemos) fazer o mesmo. O debate sobre o que é aceitável ou não precisa ser coerente.

De resto, é esperar pra ver.

Do outro lado temos o Facebook, cuja moderação extrema é insuportável. Termos absolutamente banais são bloqueados e geram suspensão, diálogos entre amigos podem gerar suspensão e a rede é incapaz de diferenciar ofensa de ironia. É um extremo extremamente ruim.

A primeira declaração do Elon Musk de que vai abrir o código do Twitter E que vai promover verificação de perfil é excelente. Perfis verificados são menos propensos a sair tocando o terror, são identificáveis, processáveis. Comportamento de turba pode se reduzir.

Isso, claro, cria outros problemas, como a necessidade de pessoas em países autoritários de manter anonimato, vamos ver como a rede vai lidar com, e nem todo bot é ruim, teremos também de ver o que vão fazer. Musk é um troll, mas não é burro. O Twitter é um negócio que precisa gerar lucro. Ele não gastou 44 bilhões de dólares pra simplesmente permitir que nazistas façam a festa e a rede imploda.

E vamos lembrar que a fronteira do free speech nos EUA é diferente da do Brasil. A constituição americana permite muito mais que a nossa. É outra coisa que o novo dono do Twitter vai ter que lidar.

Enfim, é importante que os usuários comentem, opinem (e que o Musk leve em conta, afinal é um negócio e os usuários são o que há de mais importante), mas o tom apocaliptico "vamos deletar o Twitter" é apenas ridículo e sintomático de uma geração "entitled" que acha que pode ganhar no grito ou então vai embora (ou tenta cancelar, mas com o Musk não funciona).

PAINHO

PSOL: Painho Lula, você pode por favor revogar a reforma trabalhista pra não ficar tão feio nosso apoio incondicional ao senhor?

Lula: Ok, vou revogar. Agora beija aqui meu anel.

2 dias depois...

Lula: Vou revogar mais porra nenhuma, PSOL que se foda.

PSOL: cri cri cri...

PROVOCAÇÃO BOA

A provocação do Gustavo Gindre é muito boa. Nas respostas a ele uma série de comunisteens escolhendo uma ditadura sanguinária sem liberdade de expressão porque, bem, acham que é comunista e comunismo é inerentemente bom - Putin idem.

Nos comentários um cara vem me encher falando que a UE é malvada, que fez isso e aquilo com a Grécia e que os gregos odeiam a UE.

Aí eu mostro pra ele que segundo o eurobarômetro a posição dos gregos é FAVORÁVEL à UE... e ele diz que eles são todos manipulados. Não foi o único, claro, preferir a UE é manipulação e ponto, bom mesmo é ser fantoshe do Putin.

Sim, o cara acha melhor a Ucrânia virar um Belarus (ditadura sanguinária sem liberdade de expressão e fantoche do Putin) do que se juntar à UE porque, bem, aparentemente se quiserem a UE são manipulados e povo só pode ter opinião se for a que os comunisteens aprovam.

Engraçado demais esse povo comunisteen de rede social que que enche a boca pra falar em democracia direta, no "povo" e tal... Mas só existe povo e democracia direta se compartilharem da opinião dos comunisteens - senão são manipulados.

São todos anti-imperialistas - desde que o imperialista seja os EUA, se for a Rússia não conta, é do bem -, decoloniais (mas virar colônia da Rússia é a maior delícia)...

É mole demais!

Opinião válida é a minha, o resto é chato, bobo e feio e não pode levar em conta!


Voltar


Comente sobre essa publicação...