Semana On

Domingo 22.mai.2022

Ano X - Nº 488

Mato Grosso do Sul

Presente em comunidades indígenas, Governo do Estado oferece treinamento esportivo nas escolas

Programa avançou no campo social e passou a atuar também na revelação de talentos, como Yuri Moreira Benites

Postado em 21 de Abril de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa do Governo de MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mato Grosso do Sul é, em sua essência, um Estado indígena, com população de 80 mil moradores de oito etnias (Atikum, Guarani, Guató, Kadiwéu, Kaiowá, Kinikinau, Ofaié e Terena) conforme o IBGE. O Governo do Estado, por intermédio da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer), atua na promoção do esporte inclusivo e de iniciação em âmbito escolar, oferecendo treinamento esportivo em 16 escolas indígenas da Rede Estadual de Ensino (REE) e suas extensões.

Trata-se do Programa MS Desporto Escolar (Prodesc), coordenado pela Fundesporte junto ao Núcleo de Esporte (Nesp) da Secretaria de Estado de Educação (SED). O programa atua em 13 municípios com comunidades indígenas vinculadas às escolas: Amambai, Anastácio, Antônio João, Aquidauana, Corumbá, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Dourados, Japorã, Miranda, Nioaque, Porto Murtinho e Sidrolândia. Nestas escolas são oferecidas aulas de atletismo, futsal, ginástica artística e voleibol.

O Prodesc objetiva incentivar a prática esportiva relacionada aos aspectos educacionais e à preparação para a vida em sociedade. O treinamento desportivo em diversas modalidades, coletivas e individuais, é realizado no contraturno das aulas nas escolas da REE e também tem a finalidade de identificar potenciais talentos esportivos entre os estudantes-atletas.

“Começamos o programa buscando alcançar as escolas indígenas e, gradativamente, fomos implantando em comum acordo com o trabalho comunitário das aldeias e colegiados indígenas. Uma iniciativa totalmente inovadora no sentido de que a escola agrega muito junto à comunidade”, destaca o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho. “Ampliamos o trabalho nas aldeias, sempre ouvindo os desejos das comunidades, nos associando com a direção das instituições de ensino. Acredito que daqui a alguns anos veremos resultados significativos não apenas no cenário esportivo estadual, como também no nacional”, finaliza.

O programa avançou no campo social muito mais do que o planejado e passou a atuar também na revelação de talentos. Yuri Moreira Benites é um exemplo. O jovem, hoje com 16 anos, descobriu o atletismo na Escola Estadual Indígena Mbo'eroy Guarani Kaiowá, localizada na Aldeia Amambai, com o professor Miller Samorio. Atualmente, o atleta já desponta em competições nacionais e internacionais no lançamento do dardo. O dardista lidera o ranking brasileiro e sul-americano sub-18 da modalidade.

“O Yuri é um claro exemplo dos resultados que esperamos com o Prodesc. Com esses investimentos, em breve novos Yuris aparecerão, representando de maneira muito significativa as etnias sul-mato-grossenses a nível nacional”, relata o diretor-presidente, Silvio Lobo Filho.

Neste ano, foram aprovados 1.271 projetos de 614 professores. O Prodesc atende aproximadamente 30 mil alunos, de 310 escolas, em 73 municípios. Ao todo, são 24 modalidades esportivas ofertadas (convencionais e paralímpicas), individuais e coletivas.

Confira abaixo as escolas integradas ao Prodesc:

Treinamento esportivo escolar


Voltar


Comente sobre essa publicação...