Semana On

Sexta-Feira 20.mai.2022

Ano X - Nº 487

Legislativo

ALEMS contribui para PIB expressivo de MS no cenário nacional

Governador e deputados ressaltaram esta semana a importância do avanço econômico de MS

Postado em 13 de Abril de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A atuação conjunta dos Poderes tem sido decisiva para alavancar o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul neste momento de retomada econômica. Com o empenho dos deputados estaduais, aliado aos investimentos e à solidez fiscal empreendidos pelo Governo do Estado, os números demonstram essa realidade. 

Conforme projeções da empresa de consultoria MB Associados, Mato Grosso do Sul deve liderar o crescimento entre os Estados com agronegócio forte em todo o Brasil. De acordo com levantamento, divulgado esta semana pela Folha de S. Paulo, no acumulado de 2020 a 2022, Mato Grosso do Sul tem projeção de crescimento de 4,9% do Produto Interno Bruto (PIB), que representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um determinado período. O PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia e tem o objetivo principal de mensurar a atividade econômica.

“Esse resultado demonstra a força, não só do agronegócio, que é a mola propulsora da nossa economia, mas da solidez fiscal do Estado. E nós, como parlamentares, temos um papel importantíssimo nesse processo. Temos trabalhado em diversas frentes pelo desenvolvimento econômico, sem deixar de lado o social", destacou o presidente da ALEMS, Paulo Corrêa (PSDB). No desempenho do PIB, MS ficou à frente de Tocantins, com 4,7%, e Goiás, 4,5%.

Segundo o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), as reformas administrativa, previdenciária e fiscal, implementadas ao longo dos últimos sete anos, tornaram Mato Grosso do Sul um Estado equilibrado financeiramente, capaz de cumprir obrigações básicas, como o pagamento de salários do funcionalismo, e ainda fazer investimentos.

 “As reformas e reestruturação que realizamos a partir de 2015 fortaleceram a economia local. Também devemos destacar a credibilidade da lei de atração de incentivos e de indústrias, que potencializa o PIB. Vamos deixar um legado importante, pois em 10 anos tivemos o maior crescimento de oportunidade e empregos dentre todos os Estados brasileiros. Valeu a pena fazer as mudanças, hoje Mato Grosso do Sul tem capacidade para investir e credibilidade”, disse o chefe do Poder Executivo.       

Para o 1º secretário da Assembleia Legislativa, deputado Zé Teixeira (PSDB), as expectativas são promissoras e apontam um cenário positivo para os próximos anos. “Para 2022, a estimativa de crescimento do PIB de Mato Grosso do Sul é de 1,4%. O agronegócio é um segmento que alavanca cadeias produtivas. Na medida em que o desempenho do agronegócio se torna crescente e com boas perspectivas, de médio e longo prazos, outros setores crescem, engrossando os resultados positivos. A Assembleia Legislativa ajudou na construção deste cenário positivo, uma vez que aprovamos medidas importantes para o enfrentamento da pandemia, que auxiliaram os municípios e atenderam a população mais vulnerável”, afirmou Zé Teixeira.

Durante a sessão ordinária desta quarta-feira (13), o deputado Barbosinha (PP) fez questão de fazer o uso da palavra para enaltecer a atual gestão estadual. “São indicadores [do PIB] que revelam Mato Grosso do Sul na rota do desenvolvimento. Seus 79 municípios se transformaram num canteiro de obras e receberam importantes programas, como o Mais Social, Energia Social Conta de Luz Zero e CHN Social. Quando o Estado tem rumo isso se reflete diretamente na qualidade de vida das pessoas. Nosso reconhecimento ao esforço do governador Reinaldo Azambuja e sua equipe, responsáveis pelas grandes transformações do Estado”, ressaltou Barbosinha.


Voltar


Comente sobre essa publicação...