Semana On

Segunda-Feira 16.mai.2022

Ano X - Nº 487

Legislativo

ALEMS acompanha a venda das empresas operadas pela Vale S.A. em Corumbá

O deputado Paulo Duarte acompanhará o processo

Postado em 07 de Abril de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa da ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Paulo Corrêa (PSDB), designou nesta manhã (6) o deputado Paulo Duarte (PSB) para acompanhar o processo de venda das empresas de minério de ferro, manganês e logística, operadas pela Vale S.A., em Corumbá.

“Estamos aqui na Casa de Leis atentos a isso, o deputado Paulo Duarte está sendo designado pela Assembleia Legislativa para acompanhar passo a passo essa negociação. É a maior empresa de mineração do mundo, emprega cerca de mil pessoas no município e é essencial para a economia da região pantaneira. Vamos trabalhar institucionalmente junto ao Governo e ao grupo que assumirá a produção para manter o nível de operação e a manutenção dos empregos”, destacou Paulo Corrêa.

Já Paulo Duarte (PSB) solicitou que pudesse acompanhar o processo de compra e venda. “Recebi uma ligação agora a pouco do gerente-geral da Vale S.A., no Estado, e acaba de ser confirmada oficial, e será comunicada ao mercado, e às bolsas nacionais e internacionais a venda da Vale em Mato Grosso do Sul, e no Paraguai. Estou aqui, com o presidente da Assembleia, pedindo a ele para acompanhar os próximos passos, já que o grupo que assumirá [J&F] a Vale do Rio Doce será responsável por uma empresa que representa mais de mil empregos gerados em Mato Grosso do Sul, basicamente na região do Pantanal, e é importante que, junto ao Governo do Estado, a Casa de Leis esteja atenta para que os investimentos sejam mantidos, e principalmente a manutenção dos empregos”, frisou.

Vale S.A.

As empresas da Vale S.A. que compõe o Sistema Centro-Oeste são de minério de ferro, minério de manganês e logística. Está sendo acertada a venda da empresa ao grupo J&F. Em 2021, a mina produziu 2,7 milhões de toneladas de minério de ferro e 0,2 milhões de toneladas de minério de manganês. A empresta também detém o direito de exploração nas minas de Santa Cruz e do Urucum, em Corumbá.


Voltar


Comente sobre essa publicação...