Semana On

Quinta-Feira 19.mai.2022

Ano X - Nº 487

Mato Grosso do Sul

Senai ainda não tem curso de produção de gasolina, mas dá dicas de como fazer combustível render mais

Confira as dicas do instrutor de mecânica do Senai, Maico Petralia da Silva

Postado em 18 de Março de 2022 - Redação Semana On

FIEMS FIEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A possibilidade de fabricar o próprio combustível para manter os meios de transporte tornou-se piada na internet com as constantes altas nos preços. Mesmo com as inúmeras capacitações oferecidas, os técnicos do Senai não garantem a produção do insumo, porém eles explicam como fazer rendê-lo.

No último dia 10, a Petrobras anunciou reajuste da gasolina e do diesel. Com a mudança, o aumento da gasolina foi de 18% e o do diesel, de 25%. O percentual representou R$ 0,60 a mais no litro da gasolina, chegando a ultrapassar o preço médi de R$ 7 nas bombas, e R$ 0,90 no litro do diesel, que agora pode custar até R$ 6,30 nos postos.

Diante dessa realidade, o instrutor de mecânica do Senai, Maico Petralia da Silva, deu 10 dicas para economizar combustível na hora de dirigir:

1 - Escolha do carro mais econômico

Conforme Maico, é importante se atentar para o tamanho do motor do veículo. “O recomendado é um carro 1.0 para deslocamento urbano”.

2 - Sistema de injeção eletrônica e direta

Dê preferência para utilização de veículos com injeção eletrônica e direta. A tecnologia permite que o comando mande o combustível diretamente para câmara de combustão.

“Há injeção eletrônica que não é direta. Nesse caso, o combustível transita por outro caminho e pode haver desperdício”, explica o instrutor. Modelos mais antigos de veículos não costumam ter essa tecnologia, sendo mais comum em carros com até cinco anos de uso.

3 - Combustível de qualidade

Quanto menor a qualidade do combustível, maior a quantidade consumida. Procure por postos de confiança, que passem por vistorias regulares do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

“Apesar da dificuldade do consumidor em comprovar a adulteração, é possível verificar o comportamento do veículo após o abastecimento. Você identifica as falhas. Já há carros que informam sobre as condições da gasolina utilizada. A partir disso, é só evitar abastecer naquele posto”.

4 - Não abuse da aceleração

É importante lembrar que a aceleração é diferente da velocidade. “Há motoristas que aceleram muito, mesmo não correndo. Ele anda devagar, mas vai estacionar e acelera aquele monte. Chega em uma rampa e força o carro. Aí, se você tiver um veículo 1.0, vai consumir muito”, exemplifica o instrutor. Por isso, é importante acelerar apenas quando necessário para evitar o aumento da aceleração.

É importante se atentar também para uso correto da marcha. “O que gasta de fato combustível não é necessariamente a marcha, mas a aceleração que você usa para desenvolver aquela marcha. Por exemplo, você está andado a 30 km/h e engata a quinta marcha, você vai precisar acelerar muito para a marcha funcionar e essa aceleração faz com que você gaste combustível”, exemplifica.

5 - Evitar o ar condicionado

Segundo o instrutor do Senai, o uso do ar condicionado é um fator que aumenta consideravelmente o consumo de combustível, principalmente em veículos de motor 1.0, que na cidade apresentam um consumo maior entre 7% e 10%.

6 - Pneu em boas condições

O uso de pneus fora das características do veículo e manutenção em dia são fatores que interferem no consumo de combustível.

“Adotar pneus maiores do que o necessário para o carro faz com que o consumo aumente. Andar com pneus murchos também consome mais combustível, assim como as rodas desalinhadas”, alerta.

7 - Manutenção do motor em dia

Também é importante que esteja em dia a manutenção preventiva do motor. “Se não tiver problema nos bicos e problemas de injeção, o veículo consegue aproveitar melhor o combustível”, explica o instrutor de mecânica do Senai.

8 - Quanto menos carga, melhor

O peso de cargas nos veículos também é um fator determinante para o consumo de gasolina. Maico Petralia lembra que existem muitas pessoas que utilizam o carro e a motocicleta para transporte de material de trabalho, por questão de necessidade ou comodidade.

“Carros com carretinha e transporte de ferramentas, por exemplo, gastam mais combustível. Até um professor que enche de livros o banco de trás pode ter um consumo maior. Quanto mais pesado o carro fica, mais ele gasta”, ressalta.

9 - Use vias rápidas

Evitar se locomover por ruas com tráfego intenso de veículos também pode ajudar a otimizar o uso de gasolina. “Parando menos e mantendo uma velocidade constante, você consegue economizar mais combustível”.

10 - Tecnologia de start stop 

Disponível apenas em modelos mais recentes, a tecnologia permite que o carro desligue automaticamente quando para no semáforo, por exemplo.  “A função permite a economia de combustível”, garante Maico.


Voltar


Comente sobre essa publicação...