Semana On

Quinta-Feira 19.mai.2022

Ano X - Nº 487

Mato Grosso do Sul

Destruídas pelo tempo, pontes de madeira são substituídas por estruturas de concreto em MS

Objetivo é garantir boas condições de trabalho ao homem do campo, proporcionando mais competitividade

Postado em 09 de Março de 2022 - Redação Semana On

Foto: Assessoria de Imprensa do Governo de MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Para garantir boas condições de trabalho ao homem do campo, proporcionando mais competitividade, o Governo do Estado segue investindo na estrutura das estradas rurais que cortam Mato Grosso do Sul, construindo pontes de concreto, substituindo as de madeira já deterioradas com o tempo.

Em Porto Murtinho, a construção da ponte sobre o Rio Tereré, na MS-267, por exemplo, está em pleno vapor. Lá, a ponte estava quebrada há alguns anos e um desvio foi feito pelos próprios moradores para que os condutores pudessem atravessar, quando o nível do rio está baixo. Quando a travessia fica impossibilitada, os moradores optam por alternativa em uma estrada próxima.

Orçada em R$ 2,18 milhões, a nova ponte de concreto armado sobre o Rio Tereré, que terá 39 metros de extensão, começou a ser construída no início de janeiro e a empresa responsável tem 180 dias para entregar a obra.

Outro investimento do Governo do Estado com troca de ponte de madeira para de concreto é na sobre o Rio Saiju, em uma rodovia vicinal na divisa dos municípios de Caarapó e Juti. Nesta semana, as equipes estão executando fundações e aterro e o investimento é de R$ 1.277.770,06.

Já na estrada do barro preto, divisa entre Dourados e Douradina, a ponte sobre o Córrego Laranja Doce já foi trocada por uma nova de concreto. Ela foi construída com investimento de R$ 2.275.617,22.

As três pontes são apenas algumas que o Governo do Estado já entregou ou está construindo ao longo desses sete anos de gestão. O secretário de Estado de Infraestrurua, Eduardo Riedel, destaca a importância de melhorar a situação das pontes, construindo estruturas firmes e duradouras. “Nossa intenção, além de atender as necessidades dos municípios, é manter o Mato Grosso do Sul competitivo, investindo em infraestrutura que geram desenvolvimento, emprego e renda”, disse.

As pontes são construídas com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul).


Voltar


Comente sobre essa publicação...