Semana On

Quarta-Feira 18.mai.2022

Ano X - Nº 487

Poder

PoderData: Lula mantém liderança no 1º e no 2º turnos; Moro ultrapassa Ciro

Ex-presidente alcança 70% de chances de vencer Bolsonaro, diz Eurasia

Postado em 18 de Fevereiro de 2022 - Carta Capital – Edição Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Pesquisa PoderData divulgada no último dia 6 mostra que Lula (PT) mantém a liderança da corrida rumo à Presidência da República em outubro. A vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL), porém, caiu na comparação com a rodada de um mês atrás.

O petista marca 40% das intenções de voto, ante 31% de Bolsonaro. Há um mês, liderava por 42% a 28%.

Na chamada ‘terceira via’, Sergio Moro (Podemos) chegou a 9% e se descolou de Ciro Gomes (PDT), que aparece com 4%. Há 15 dias, os dois empatavam com 7% das intenções.

Aparecem a seguir João Doria (PSDB), com 3%; André Janones (Avante), com 2%; Alessandro Vieira (Cidaania), com 1%; e Rodrigo Pacheco (PSD), com 1%. Simone Tebet (MDB) e Luiz Felipe D’Ávila (Novo) não pontuaram.

Segundo turno

Lula venceria qualquer oponente no segundo turno por pelo menos 15 pontos – há um mês, a vantagem mínima era de 22 pontos.

Veja os cenários considerados pelo PoderData:

- Lula 50% x 35% Bolsonaro

- Lula 47% x 32% Moro

- Lula 45% x 22% Ciro

- Lula 46% x 18% Doria

O PoderData entrevistou, por telefone, 3.000 pessoas de 243 municípios nas 27 unidades da Federação entre 13 e 15 de fevereiro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Lula alcança 70% de chances de vencer Bolsonaro, diz Eurasia

O ex-presidente Lula tem 70% de chances de vencer as eleições de 2022, de acordo com relatório da Eurasia divulgado na sexta-feira 11 pela revista Exame.

O documento aponta ainda que a probabilidade do presidente Jair Bolsonaro não estar no segundo turno é de apenas 20%.

“Prever eleições é essencialmente difícil com oito meses de antecedência. Mas todas as principais previsões eleitorais e modelos atuais apontam Lula como favorito para vencer, com 70% de chances, embora sua vitória não possa ser considerada uma conclusão inevitável”, diz a Eurasia.

“Os indicadores a serem monitorados nos próximos quatro meses são os índices de aprovação do presidente, a inflação e a posição da corrupção no ranking de preocupações dos eleitores”, acrescenta.

A análise usa modelos matemáticos e de previsão levando em consideração os cenários político e econômico. Na avaliação da Eurasia, uma terceira via teria uma chance de 10% de vencer Lula em um eventual segundo turno. A consultoria deixa claro que esses modelos ainda podem mudar.

No modelo usado, presidentes com aprovação na casa dos 30% têm 19% de chances de serem reeleitos e de 1% de conseguirem eleger um sucessor, quando não disputam a permanência no cargo.

“Se Lula receber mais de 50% dos votos válidos (excluindo branco e nulos), ele será eleito no primeiro turno. É improvável que isso aconteça (há 15% de chances), mas é possível se Bolsonaro cair ainda mais nas pesquisas e outros candidatos não conseguirem subir nas intenções de voto”, afirma a consultoria.


Voltar


Comente sobre essa publicação...