Semana On

Quinta-Feira 11.ago.2022

Ano X - Nº 499

Coluna

Quando os universos colidem

Sobre o direito e a ineficácia de protestar.

Postado em 13 de Março de 2015 - Rodrigo Amém

Proteste, mas com responsabilidade. Proteste, mas com responsabilidade.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A teoria alemã chamada Umwelt, afirma que espécies com diferentes percepções do ambiente não compartilham o mesmo universo. Na paz da sua residência, guerras sangrentas são travadas entre as paredes pelos insetos que se comunicam com feromônios que não conseguimos detectar. Ainda que partilhemos o mesmo espaço físico, nossa experiência sensorial nos apresenta uma distinta versão da realidade. Vivemos em diferentes universos.

Há quem veja a experiência humana da mesma forma. Aqueles que se refugiam em comunidades sitiadas, guardadas por grades e câmeras de vigilância, vivem num universo onde os cidadãos de bem são acuados pela horda selvagem além dos muros e cercas elétricas. Aqueles que clamam pela volta dos militares são saudosos de um tempo em que o cerceamento da liberdade de expressão lhes proporcionava uma percepção de um universo mais seguro e ordeiro. Aqueles que não têm acesso à educação, saneamento básico e saúde vivem num universo de sobrevivência, opressão e revolta.

A expressão, ainda que livre, não é isenta de consequências. Manifeste-se ciente de que palavras também têm consequências.

Os atritos entre essas percepções de realidade estão cada vez mais frequentes e violentas no planeta todo. Não será diferente neste domingo, quando a luta contra a corrupção como forma de governo vai servir de pretexto para mais uma das muitas colisões de universos brasileiros.

É nosso direito tomar partido, assumir posicionamentos, defender nossos pontos de vista. Todo poder ao cidadão. Mas lembre-se que seu argumento só é sensibilizará quem compartilhar da mesma percepção de realidade. Ninguém vai mudar de universo porque você bateu panelas ou culpou as elites.

Lembre-se também que a expressão, ainda que livre, não é isenta de consequências. Violência, ofensas, injúrias e intolerância são passíveis de punição. Manifeste-se ciente de que palavras também têm consequências.

Escrevo numa sexta-feira 13 para desejar boa sorte. Boa sorte a todos que optarem por participar dos protestos de domingo. Boa sorte também para os que decidirem ficar em casa. Boa sorte para o país.


Voltar


Comente sobre essa publicação...