Semana On

Quinta-Feira 11.ago.2022

Ano X - Nº 499

Legislativo

Presidente da ALEMS destaca importância de programa estadual para os jovens

Programa selecionará 250 estudantes que serão contratados ainda neste semestre para trabalharem em secretarias e autarquaias estaduais

Postado em 10 de Fevereiro de 2022 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), ressaltou, durante a abertura do programa “Estágio Supervisionado”, a importância dessa ação do governo estadual na oportunização de empregos aos jovens. O programa selecionará 250 estudantes que serão contratados ainda neste semestre para trabalharem em secretarias e autarquaias estaduais. O evento foi realizado no último dia 9 no teatro Glauce Rocha, em Campo Grande.

Para o deputado Paulo Corrêa, o programa representa aprendizagem, experiência profissional e melhores oportunidades de emprego. “É disso que os jovens precisam”, disse. “E essa é a essência do programa de estágio supervisionado e capacitação técnica do Governo do Estado”, acrescentou.

O presidente da ALEMS também lembrou que o programa “Estágio Supervisionado” foi idealizado pelo secretário Eduardo Riedel com o objetivo de aproximar estudantes, mercado de trabalho e o poder público, além de tornar os serviços públicos mais eficazes por meio da gestão estratégica. “Esse programa fará, não simplesmente com que o aluno tenha um estágio, mas também que tenha responsabilidade social”, enfatizou.

Durante o evento, o governador Reinaldo Azambuja detalhou as fases do programa. “Ao todo são 250 estagiários. Como nesta primeira fase foram 104, já vamos antecipar para chamar antes a segunda turma e assim completar o grupo. Este programa é importante porque coloca o estudante dentro do Governo. Ele vai ver como funciona e porque são tomadas as decisões da gestão”, afirmou.

O governador disse, ainda, que os estagiários vão “qualificar e aperfeiçoar sua formação”, ao trabalhar em diferentes setores do Governo do Estado. “Esta experiência vai ser um diferencial no seu nível de capacitação. Além de fortalecer o seu conhecimento, vai aprender na prática”, afirmou.

Para o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, que participou da criação do programa quando estava à frente da Segov (Secretaria de Governo e Gestão Estratégica), esta interação entre os estudantes e o poder público trarão avanços para o Estado. “Hoje é um dia especial e marcante na história do Estado. Começamos esta ideia em 2016 e agora se ampliou para este programa que vai gerar impacto nos estudantes e no Governo”, disse.

O programa seleciona estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Anhanguera-Uniderp e Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) para trabalhar no Governo do Estado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...