Semana On

Sexta-Feira 20.mai.2022

Ano X - Nº 487

Legislativo

Carlão alerta para aumento de feminicídios e destaca leis pela segurança da mulher

‘É preciso combater a cultura de violência contra as mulheres’, afirmou o presidente da Câmara

Postado em 10 de Fevereiro de 2022 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Diante dos casos recorrentes de feminicídios registrados nos últimos dias em Campo Grande e no Estado de Mato Grosso do Sul, oito no total, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), presidente da Câmara Municipal, alertou que é preciso combater a cultura de violência contra as mulheres e ressaltou que é autor de quatro leis com esse propósito.

“São notícias tristes e que revoltam, vemos o quanto a sociedade ainda precisa combater tendências machistas. Relacionamentos que não deram certo não são justificativas para matar ninguém. Sou autor de quatro leis de combate à violência contra a mulher, pela mudança do comportamento social de violência. É inaceitável que as mulheres continuem sendo vítimas de uma sociedade machista e violenta”, disse.

Carlão é autor da Lei Nº 5.305/14 – que cria o “Programa de Proteção à Mulher”, disponibilizando o dispositivo “Controle do Pânico” para as mulheres vítimas de violência no âmbito do município de Campo Grande. Lei nº 5.729/16 – “Dispõe sobre o uso de espaços públicos de publicidade para Campanhas Educativas, sobre atos de violência contra a mulher”. Lei nº 5.495/15 – Concede aos alunos matriculados na rede municipal de ensino, que sejam filhos de mulheres vítimas da violência doméstica, o direito à transferência da matrícula de acordo com a necessidade de mudança de endereço da mãe. Lei Nº 5.192/13 – Dispõe sobre a atuação do Assistente Social na Rede de Ensino, Escolas e Emei’s do Município. Para dar suporte às famílias com casos de violência doméstica.


Voltar


Comente sobre essa publicação...