Semana On

Segunda-Feira 16.mai.2022

Ano X - Nº 487

Mato Grosso do Sul

Com aumento de casos de Covid, Governo do Estado abre leitos de UTI e propõe parcerias na Capital

Vacinação de crianças e adolescentes continua em todo o Mato Grosso do Sul

Postado em 26 de Janeiro de 2022 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Desde o início da pandemia da Covid-19, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) tem feito parcerias com todos os municípios, desenvolvendo ações de enfrentamento ao coronavírus, como abertura e financiamentos de leitos de UTI.

Este ano, já abriu 10 novos leitos em Amambai, 10 em Ponta Porã (totalizando 30, com os já existentes), 10 no Hospital Evangélico de Dourados e 10 no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, totalizando, nesta unidade hospitalar, 28 leitos de UTI-Covid e 39 UTI’s para outras doenças.

Além desses, o Estado garantiu a manutenção de leitos de UTI nos municípios de Aparecida do Taboado, Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dourados, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas, totalizando hoje 113 leitos exclusivos de UTI Covid e 258 leitos de UTI geral.

“Contamos com total apoio do governador Reinaldo Azambuja, para que nenhum paciente ficasse desassistido de atendimento tanto em leitos clínicos quanto em Unidades de Terapia Intensiva. Tivemos parcerias com todos os 79 municípios do Estado e, com o retorno dos casos crescentes, continuamos com essa determinação”, salienta o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

Seguindo a estratégia de ofertar atendimento de qualidade a todos os sul-mato-grossenses, a Secretaria de Estado de Saúde propõe o fortalecimento do trabalho conjunto com a Capital.

A proposta é que seja feita uma articulação para a abertura de novos leitos em diversos hospitais, para que não haja sobrecarga em nenhuma das unidades hospitalares, tendo em vista a realidade atual, que registra aumento de casos de Covid-19, Influenza e demais agravos, como traumas e infartos.

“Esperamos que todos os hospitais ofertem serviços de combate à pandemia e endemias. O governo estadual tem sido e continuará sendo parceiro em todas as estratégias, inclusive com ajuda de custeio, a fim de que Mato Grosso do Sul continue sendo um Estado modelo no combate à Covid e outras patologias”, conclui o Secretário Geraldo Resende.

Vacinação infantil

A Secretaria de Estado de Saúde, autorizou no último dia 22, a vacinação em crianças a partir de 6 anos com a Coronavac. Assim, os 79 municípios podem vacinar as crianças em Mato Grosso do Sul.

A autorização foi concedida pelo Ministério da Saúde por meio de nota técnica após incluir o imunizante no Programa Nacional de Imunizações (PNI). A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já havia aprovada a vacina no dia 20 de janeiro, para aplicação em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos.

Mato Grosso do Sul já recebeu 63.100 doses da Pfizer pediátricas para vacinar crianças de 5 a 11 anos. Até o momento 20.391 doses já foram aplicadas. Das 26.500 doses da Pfizer pediátrica, o município de Campo Grande recebe o maior quantitativo com 7.220 doses; Dourados com 2.350 doses e depois Corumbá e Três Lagoas em que ambos recebem 1.050 doses cada uma.

O primeiro lote com 18.300 doses da vacina Pfizer pediátrica chegou no dia 14 de janeiro, no mesmo dia as doses foram distribuídas aos 79 municípios que iniciaram a imunização de crianças em 15 de janeiro. No dia 18 de janeiro, outra remessa, com mesmo quantitativo de vacina chegou ao Estado.

A terceira remessa veio com 26.500 doses de vacina da Pfizer pediátrica. Estima-se conforme o IBGE, que Mato Grosso do Sul possua 301.026 crianças de 5 a 11 anos de idade que estão aptas a se vacinarem.


Voltar


Comente sobre essa publicação...