Semana On

Segunda-Feira 16.mai.2022

Ano X - Nº 487

Mato Grosso do Sul

Confiança na ciência e satisfação de ver toda a família vacinada’, dizem pais ao terem filhos imunizados em MS

Em Campo Grande, Prefeitura dá continuidade à vacinação em crianças de 5 a 11

Postado em 21 de Janeiro de 2022 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Sentimento de dever cumprido e confiança na ciência. Assim os pais definem a sensação que é levar seus filhos de 5 a 11 anos para vacinação contra Covid-19. Muitos comemoram que agora toda família está vacinada e protegida contra o vírus. As crianças também não ficam atrás e disseram que já estavam ansiosas para fazer parte da imunização.

O Governo do Estado sempre defendeu a vacinação das crianças de 5 a 11 anos e quando a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a imunização, logo publicou Resolução se colocando à disposição para incluir a faixa etária na campanha de vacinação contra a Covid-19.

Já foram enviados dois lotes das vacinas pediátricas para Mato Grosso do Sul que, com logística ágil e eficiente, distribuiu as doses em até seis horas para os 79 municípios do Estado. Em parceria com os municípios, a imunização das crianças segue de forma célere no Estado, assim como ocorreu aos demais públicos.

Na Seleta, um dos pontos de vacinação na Capital, a satisfação e alegria dos pais aos verem seus filhos vacinados era evidente. “Nunca tive dúvidas, logo já fiz o cadastro e esperei ansiosa para trazer meu filho. Temos que agradecer a ciência e ao SUS. Foi uma decisão familiar vacinar a todos”, ressaltou Renata Goya, promotora de Justiça, que levou seu filho José Goya, de 9 anos, para vacinar. “Não tive medo e sempre quis vacinar”, completou ele.

A bióloga Cláudia Bitencourt também levou o filho, Mateus Bitencourt, de 9 anos, para vacinar. “Já estava esperando ansiosa para trazê-lo. Fiz seu cadastro no primeiro dia. Nós sempre nos vacinamos, confiamos na ciência e nunca pensamos o contrário”, descreveu. Mateus ressaltou que a vacina “só ajuda” e que todas as crianças devem tomar a dose. “Não machuca e vai ser bom para nossa saúde”.

Família vacinada

Ao levar seu filho Guilherme Garcia, de 10 anos, para vacinar, Fábio Martins contou que perdeu amigos para a doença e que sua esposa, ao contrair a Covid, teve sintomas leves porque estava vacinada. “Tive o melhor exemplo em casa e estava na esperança de quando chegaria a vacina ao meu filho”.

Para Alan Balero a vacina é a melhor alternativa contra doença. “Trouxe minha filha de 11 anos hoje (Isabela Balero) e vou trazer nesta semana as outras duas de 8 e 7 anos. Tem muita informação para confundir, mas a carteira de vacinação das minhas filhas está completa, não seria diferente agora”.

Luiz Postingher contou que desde o dia 18já estava tentando vacinar sua filha Maria Eduarda, 10, e que desta vez conseguiu cumprir a missão. “Todo mundo em casa vacinou, então minha filha não ficaria para trás. Só estava esperando sua vez. Meus outros filhos mais velhos também já vacinaram”.

Rosenilda Barbosa, que levou sua filha Maria Eduarda, de 9 anos, lembrou que esta vacinação é importante, porque no mês que vem tem o retorno das aulas. “As crianças vão voltar para escola protegidas e seguras contra o vírus”. Já Otávio Ribeiro citou que vai levar a família para praia no final do mês e só faltava seu filho Gabriel Ribeiro, de 11 anos, receber a vacinação. “Dia 28 seguimos para Fortaleza, com toda família vacinada, minha esposa que é da saúde já recebeu a quarta dose”.

O governador Reinaldo Azambuja sempre incentivou a vacinação e até mobilizou mutirões nos municípios para ampliar a imunização. Ele sempre defendeu o lema que “lugar de vacina é no braço, e não na geladeira”.

Na Capital

A Prefeitura Municipal de Campo Grande também dá continuidade a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos e dos demais públicos já contemplados no calendário. Quem tem oito anos ou mais já poderá receber a primeira dose, independente de comorbidades ou outros requisitos. 

Quem tem entre 5 e 7 anos e se enquadra no grupo prioritário, ou seja, tenha comorbidades, deficiências permanentes ou sejam quilombolas também estão aptos para se vacinar. 

Para a imunização de crianças com comorbidades é necessário apresentação de laudo médico que comprove as seguintes condições:  

  • Arritmias cardíacas  
  • Cardiopatia hipertensiva  
  • Cardiopatias congênita  
  • Cirrose hepática  
  • Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar  
  • Deficiência Permanente – Limitações Físicas e Motora  
  • Deficiente Auditivo  
  • Deficiente Mental  
  • Deficiente Visual  
  • Deficientes acamados com lesão medular grave  
  • Diabetes mellitus  
  • Distrofia Muscular  
  • Doença cerebrovascular  
  • Doença renal crônica  
  • Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas  
  • Gastrostomizado  
  • Hemoglobinopatias graves  
  • Hipertensão arterial estágio 3  
  • Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade  
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR)  
  • Imunossuprimidos  
  • Insuficiência cardíaca (IC)  
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias  
  • Obesidade mórbida  
  • Oncológico com doença ativa em tratamento  
  • Paralisia Cerebral  
  • Pneumopatias crônicas graves  
  • Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados  
  • Renais Crônicos em diálise  
  • Síndrome de down  
  • Síndromes coronarianas  
  • Transplantados  
  • Transtorno do Espectro Autista (TEA)  
  • Traqueostomizado  
  • Valvopatias 

Na capital, a vacinação deste público é feita somente na presença de pais ou responsáveis legais, ou, caso não seja possível, é necessário a apresentação do termo de consentimento assinado e cópia do documento pessoal. 

Os adultos e adolescentes a partir dos 12 anos também têm calendário de vacinação aberto hoje. Quem tomou a vacina Astrazeneca-Oxford-Fiocruz até o dia 20 de novembro deverá procurar um dos pontos de imunização, assim como quem foi vacinado com Coronavac-Sinovac-Butantan até dia 29 de dezembro ou Comirnaty-Pfizer até 30 do mesmo mês. 

A terceira dose também está disponível para toda a população com 18 anos ou mais e que tomou as duas doses da vacina até o dia 20 de setembro ou que tenha tomado a segunda dose há pelo menos 28 dias e tenha algum imunocomprometimento grave. 

O reforço está disponível para quem foi vacinado com a dose da Janssen até o dia 21 de setembro. Quanto ao público com doenças imunossupressoras, se a terceira dose foi aplicada até o dia 20 de setembro, um segundo reforço, a quarta dose, também está disponível. 

Mesmo os locais de vacinação de todos os públicos serem praticamente os mesmos, crianças não podem receber as doses nos drives-thrus, uma vez que é necessário que fiquem em observação, e têm horário estendido, com aplicação também durante a manhã. 

Vá de Uber 

A Prefeitura de Campo Grande e a Uber fecharam parceria de R$ 100 mil em descontos para viagens na Capital. Os códigos promocionais serão distribuídos com objetivo exclusivo de facilitar o deslocamento até os postos de vacinação contra Covid-19. 

Os códigos promocionais garantirão viagens gratuitas de ida e volta aos locais de vacinação, no valor máximo de R$ 25. O código precisa ser adicionado no aplicativo da Uber antes das viagens. 

Veja como ativar o código de desconto: 

  1. Abra o aplicativo e selecione o menu (três linhas verticais no canto superior esquerdo)
    2. Entrar no item “Wallet” ou “Pagamento” e rolar até a parte de baixo
    3. Em “Promoções”, selecionar a opção “Adicionar código promocional” (Não vai funcionar como “voucher”)
    4. Digite o código VACINACG
    5. O código funcionará das 7h da manhã até as 18h. 

Onde se vacinar?  

Vacinação infantil 

  • Seleta – 7h30 às 16h45 
  • Unidades de Saúde – 7h30 às 11h – 13h às 16h45 

Prosa 

  • USF Noroeste 
  • USF Nova Bahia
  • USF Mata do Jacinto 

Anhanduizinho 

  • USF Parque do Sol 
  • USF Jockey Club 
  • UBS Dona Neta
  • USF Anhanduí
  • C.F. Iracy Coelho
  • UBS Aero Rancho
  • UBS Pioneiro
  • USF Paulo Coelho Machado
  • USF Botafogo

Bandeira 

  • USF Moreninha 
  • USF Universitário
  • USF Itamaracá
  • USF Carlota
  • USF Mape

Imbirussu 

  • USF Albino Coimbra 
  • USF Serradinho 
  • USF Indubrasil
  • USF Zé Pereira
  • USF Silvia Regina

Segredo 

  • UBS Cel. Antonino 
  • USF Azaléia 
  • C.F Nova Lima 
  • USF São Francisco
  • USF Vila Nasser
  • USF Paradiso
  • USF Estrela do Sul
  • USF José Tavares 
  • USF Vila Cox

Lagoa 

  • USF Coophavilla 
  • USF Batistão
  • USF São Conrado
  • USF Antártica
  • C.F. Portal Caiobá
  • USF Tarumã
  • USF Oliveira

Vacinação de adultos e adolescentes 

  • Drive-thru Albano Franco– 12h30 às 18h 
  • Seleta –12h às 16h45 
  • Unidades de saúde – 13h às 16h45  

Prosa 

  • USF Noroeste 
  • USF Nova Bahia
  • USF Mata do Jacinto 

Anhanduizinho 

  • USF Parque do Sol 
  • USF Jockey Club 
  • UBS Dona Neta
  • USF Anhanduí
  • C.F. Iracy Coelho
  • UBS Aero Rancho
  • UBS Pioneiro
  • USF Paulo Coelho Machado
  • USF Botafogo

Bandeira 

  • USF Moreninha 
  • USF Universitário
  • USF Itamaracá
  • USF Carlota
  • USF Mape

Imbirussu 

  • USF Albino Coimbra 
  • USF Serradinho 
  • USF Indubrasil
  • USF Zé Pereira
  • USF Silvia Regina

Segredo 

  • UBS Cel. Antonino 
  • USF Azaléia 
  • C.F Nova Lima 
  • USF São Francisco
  • USF Vila Nasser
  • USF Paradiso
  • USF Estrela do Sul
  • USF José Tavares 
  • USF Vila Cox

Lagoa 

  • USF Coophavilla 
  • USF Batistão
  • USF São Conrado
  • USF Antártica
  • C.F. Portal Caiobá
  • USF Tarumã
  • USF Oliveira

Voltar


Comente sobre essa publicação...