Semana On

Quarta-Feira 10.ago.2022

Ano X - Nº 499

Campo Grande

Campo Grande tem mais de 70 pontos de testagem contra Covid

Aumento de casos e sintomas tem feito procura pelo exame aumentar

Postado em 12 de Janeiro de 2022 - G1 MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com um aumento significativo nos novos casos registrados de Covid-19, Campo Grande possui 72 unidades de saúde, drive-thru e outros postos disponíveis para testagem da doença.

Preparamos uma lista com todos os locais que estão realizando o teste na capital. Confira:

Unidades de saúde

Conforme a secretaria de saúde de Campo Grande (Sesau), nas 72 unidades de saúde são realizados tanto o teste de antígeno, que fica pronto em até 20 minutos, assim como o RT-PCR.

- Os serviços gratuitos funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 16h

- Nas unidades, ocorre uma distribuição de senha para facilitar o atendimento

A Sesau explica que não existe um limitante para a testagem, porém é necessário aguardar na fila de espera e o tempo de atendimento irá ocorrer conforme a demanda do local.

Para saber qual a unidade mais próxima, basta clicar aqui e digitar o CEP ou endereço da residência.

Centro de Testagem UCDB

Assim como nas unidades de saúde, o Centro de Testagem da UCDB, que fica na Rua Barão do Rio Branco, 1.811, em frente a Praça do Rádio Clube, também realiza o teste de antígeno e o RT-PCR.

- Gratuito a toda população, o local funciona todos os dias, das 7h30 às 17h, incluindo sábados, domingos e feriados.

A Sesau reforça que as senhas são distribuídas no local conforme a demanda, podendo ser restringidas caso o número de pessoas para serem atendidas exceda o horário de funcionamento.

Drive-thru Fiems

Disponível para toda a população gratuitamente, o sistema Fiems também disponibiliza o teste rápido de antígeno para diagnosticar a Covid-19.

- O serviço está disponível de segunda a sexta-feira das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

- No fim de semana, sábado e domingo, horário é das 9h às 11h30 e das 13h às 16h30

Com capacidade de 500 testes por dia, os motoristas interessados devem agendar o teste pelo site. O resultado em até duas horas após a coleta pelo número de whatsappp cadastrado.

Aeroporto e rodoviária

Somente para quem está desembarcando ou indo viajar, os postos do Aeroporto Internacional de Campo Grande e da Rodoviária também estão realizando o teste PCR.

- O serviço nos locais fica disponível das 7h30 às 23h, assim como a vacinação da Covid.

Diferença de testes

O teste de antígeno, conhecido por ser mais rápido e mais barato que o PCR, tem sido um dos mais procurados com o aumento da contaminação, porém especialistas alertam que o mesmo pode apresentar "falso negativo".

O ideal, no caso de você ter sintomas e receber um resultado negativo no teste de antígeno, é confirmar o resultado com um teste PCR ou repetir o teste de antígeno em 1 ou 2 dias, explica Alberto Chebabo, infectologista da rede de saúde integrada Dasa e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

"Um teste de antígeno negativo numa pessoa sintomática não afasta o diagnóstico. É melhor a pessoa repetir ou um PCR, para ter mais certeza, ou um teste de antígeno 24 horas depois", afirma.

Isso ocorre porque o teste de antígeno é menos sensível que o PCR, considerado o "padrão ouro" do diagnóstico.

"O PCR é o teste mais sensível que tem. Ele é cerca de 30%, pelo menos, mais sensível que o teste de antígeno", diz o patologista clínico Helio Magarinos Torres Filho, diretor médico do Richet Medicina & Diagnóstico, no Rio de Janeiro.

"A pessoa com sintomas que tiver um resultado negativo [no antígeno] deve confirmar com um resultado de PCR", recomenda.

Entenda

Enquanto o teste de antígeno detecta pequenas estruturas que estimulam o sistema imune, o PCR detecta o código genético do vírus.

O exame PCR é capaz de detectar, além do vírus replicante, pedaços do vírus que não são capazes de infectar outras pessoas. Por isso, ele pode dar resultado positivo por meses depois que a pessoa já se curou da doença e não está mais infectando outras.

Já o teste de antígeno indica que a pessoa tem uma infecção ativa – e pode infectar outras.

"É muito difícil um antígeno falso positivo. Se der positivo, ele confirma o diagnóstico. Ele tem uma especificidade boa, mas uma sensibilidade um pouco menor. Um exame positivo fecha como positivo. Um exame negativo não garante que está negativo mesmo", explica Alberto Chebabo.

 Falso negativo

O exame pode dar o "falso negativo" porque ele pode não ser capaz de detectar o vírus mesmo que ele esteja lá – principalmente se você não tiver sintomas da doença.

"No assintomático, a gente considera que, se a pessoa está contaminada, a carga viral é menor e o risco de um falso negativo para antígeno é maior. Aliás, é o que a gente tem visto nos cruzeiros", alerta Chebabo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...