Semana On

Terça-Feira 17.mai.2022

Ano X - Nº 487

Auau Miau

Alimentação saudável pode prevenir possíveis fraturas ósseas e doenças futuras no seu cão

Ter uma estrutura óssea adequada é fundamental para o bem-estar e qualidade de vida dos animais

Postado em 09 de Dezembro de 2021 - Renan Silva - Canal do Pet

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O desenvolvimento ósseo dos animais está diretamente ligado ao bom desempenho das funções motoras básicas do corpo deles, como a locomoção. Para garantir que esse processo seja equilibrado é fundamental para o bem-estar e qualidade de vida dos pets, proporcionando um dia a dia mais ativo junto aos tutores e, além disso, evitando fraturas ósseas e até mesmo doenças graves no futuro.

Para isso, é importante saber escolher uma ração adequada, com nutrientes necessários que auxiliem nessa estruturação do esqueleto dos cães e gatos, ressaltando que, mesmo que a ração conte com esses ingredientes, quando exposta por muito tempo, estes podem perder a função,  sendo importante também saber armazenar o alimento em casa.

O médico veterinário Rafael França explica que a fase mais importante para o desenvolvimento ósseo é a de crescimento do pet, quando ele ainda é filhote ou recém-chegado à fase adulta. “Nesses momentos, é muito importante uma excelente nutrição para que o processo aconteça de forma adequada. Caso isso não ocorra, o animal pode ter diminuição de tamanho, deformidades ósseas e ficar mais suscetível a lesões e fraturas”, diz.

Além disso, como exemplifica o profissional, os animais podem sofrer com problemas como artrite,  artrose,  displasia coxofemoral,  hérnia de disco, entre outras enfermidades. A displasia, por exemplo, é uma doença muito comum em cães de grande porte, como o Pastor Alemão, Buldogue Inglês e São Bernardo.

Entre os nutrientes essenciais para o crescimento, o especialista destaca o zinco. O elemento estimula a síntese de proteína e, consequentemente, a ação de enzimas e hormônios. “Este mineral participa de 200 enzimas, e muitas dessas estão relacionadas ao desenvolvimento ósseo. Além dessa função, também é um agente inibidor das células ósseos plásticas, que reabsorvem o osso, diminuindo essa estrutura.”, explica França.

O zinco também é importante para cães que sofrem de dermatose sensível ao zinco, doença rara que pode acometer animais, como os pitbulls, que sofrem com a falta de zinco no organismo, precisando de uma dieta especial com a substância, que deve ser prescrita por um médico veterinário.

O manganês é outro elemento importante, já que é constituinte dos tecidos e essencial para o desenvolvimento da matriz orgânica do osso. “Sabemos que o núcleo do osso é muito rico em manganês. Ele ainda possui função estrutural, fundamental no crescimento e na síntese de mucopolissacarídeos nas cartilagens”, complementa França.

O manganês é essencial para a produção de tiroxina,  pode ajudar na cicatrização de feridas,  desempenhando um papel na formação de colágeno nas células da pele, sendo essencial também para o bom funcionamento da tireoide.

O veterinário ainda reforça que os minerais cálcio e potássio são relevantes no processo de desenvolvimento ósseo.

Para auxiliar no crescimento dos cães e gatos, as rações precisam ser compostas de componentes minerais orgânicos, que são facilmente absorvidos e metabolizados pelo organismo, otimizando o desempenho do animal. O tutor deve sempre consultar um médico veterinário antes de  incluir algo ou modificar a alimentação do animal de estimação.


Voltar


Comente sobre essa publicação...