Semana On

Quarta-Feira 25.mai.2022

Ano X - Nº 488

Legislativo

Carlão recebe gerente da TV ALEMS para tratativas da TV Câmara em 2022

Também na pauta, a renovação do convênio entre as Casas

Postado em 07 de Dezembro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No último dia 6, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, recebeu a visita do gerente de TV e Rádio da Assembleia Legislativa de MS, Maurício Picarelli. Na pauta  o andamento dos trâmites para a implantação da TV Câmara a partir do primeiro semestre de 2022, com um canal próprio de TV, em parceria com a TV ALEMS e a TV Senado. Conforme detalhou Carlão, também conversaram sobre a renovação do convênio da Câmara com a ALEMS.

“É um sonho da Câmara que esperamos realizar já no primeiro semestre de 2022. Estamos fazendo uma parceria com a TV AL e com a TV Senado para essa possibilidade de democratizar ainda mais as ações dos vereadores de Campo Grande. A TV Câmara será um grande marco para nossa história e com certeza vai aprimorar o trabalho dos vereadores. Já que vamos transmitir todas as ações da Casa e até programas ao vivo”, apontou Carlão.

O vereador Clodoilson Pires e os jornalistas da Câmara, Vitor Yoshihara e Pio Lopez, acompanharam a reunião com Maurício Picarelli. Os comunicadores da Câmara destacaram que será um importante instrumento para ampliar o alcance do Poder Legislativo de Campo Grande e massificar a divulgação de suas ações junto à população. O diretor da TV Senado, Érico da Silveira, e o chefe da assessoria de imprensa do Senado, Luis Carlos Fonteles, estiveram na Casa no dia 26 de novembro para tratar do assunto.

“O canal é fruto de uma parceria com a Assembleia Legislativa e a TV Senado, e contará com conteúdo próprio produzido pela TV Câmara, como transmissões ao vivo e coberturas de sessões, audiências públicas, reuniões e outros quadros. Além disso, irá transmitir também o conteúdo da TV Senado como forma de democratizar o acesso da população aos atos do legislativo federal”, explicou o presidente Carlão.


Voltar


Comente sobre essa publicação...