Semana On

Terça-Feira 07.dez.2021

Ano X - Nº 470

Mato Grosso do Sul

Duplicação da Av. Coronel Ponciano, em Dourados, vai reduzir 50% os acidentes de trânsito

‘Mato Grosso do Sul só cresce se os municípios crescerem junto', afirma Riedel

Postado em 16 de Novembro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No último dia 15 o governador Reinaldo Azambuja e o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, estiveram em Dourados para autorizar a abertura do processo de licitação. Na ocasião, o governador reforçou a importância da parceria com os 79 municípios. “Fui parceiro do Murilo, da Délia e agora do prefeito Alan Guedes para todos os projetos que levem mais qualidade de vida para as pessoas. Dourados pode continuar contando comigo seja em qual função pública estiver”, ressaltou.

Eduardo Riedel também enfatizou a presença do Estado em Dourados. “A Coronel Ponciano foi uma unanimidade quando a gente veio discutir o Governo Presente, programa que o governador Reinaldo Azambuja instituiu como uma das diretrizes de seu governo, pensando e entendendo que o Mato Grosso do Sul só cresce se os municípios crescerem junto”, reforçou o secretário.

Para o secretário, o papel do Estado junto aos municípios tem sido fundamental. “Quem define o que é prioridade são os municípios por meio do prefeito, vereadores e lideranças. Eles conhecem a realidade local e as principais necessidades. Foi isso o que aconteceu em Dourados. Ouvimos as necessidades locais e as incluímos no Governo Presente. A Prefeitura fez um projeto moderno e arrojado, com investimentos de aproximadamente R$ 19 milhões. Nos cabe agora finalizar o processo de licitação e posteriormente, se não houver entraves jurídicos, dar início as obras”.

Menos acidentes

Uma das avenidas mais perigosas no trânsito de Dourados, a Coronel Ponciano deverá reduzir em 50% o número de acidentes. A estimativa é da diretora-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito de Dourados (Agetran), Mariana Neto, responsável pela elaboração do projeto.

Localizada em área de grande fluxo, já que tem mais de 30 acessos a bairros populosos, além de ligar a BR 163 e serviços públicos como a UPA, Prefeitura de Dourados, Detran e Departamento de Operações de Fronteira (DOF), a Coronel Ponciano registrou mais de 500 acidentes nos últimos 10 anos, segundo levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros de Dourados.  A maioria deles (352) foram colisões, seguido de queda de moto (90).

O tenente-coronel Humberto Jose Sepa de Matos Filho, comandante do Corpo de Bombeiros de Dourados explica que a duplicação da avenida é de fundamental importância, tendo em vista  que além do grande fluxo de veículos, o trânsito no local não está ordenado.

“A obra trará a fluidez e principalmente a segurança a todos aqueles que passarão pela avenida. Pelos números da estatística podemos observar uma grande quantidade de acidentes, que após a duplicação serão reduzidos. Além disso, as eventuais ocorrências que poderão acontecer após a obra tendem a ser de pequena monta, ou seja, trazendo mais danos materiais do que físicos ou riscos de mortes”, ressalta, observando que a medida se faz necessária tendo em vista que a avenida faz conexão às principais rodovias que cortam o município, como a BR 463, MS 156 (ligando ao Distrito Industrial) a MS 379, além de ser acesso ao Hospital Regional que em breve será entregue pelo Governo do Estado.

Para o prefeito de Dourados, Alan Guedes, a duplicação vai garantir mais segurança no trânsito. “A Coronel Ponciano liga bairros muito populosos de Dourados e tem mais de 30 acessos. Que possamos não perder mais ninguém por acidentes de trânsito nessa localidade”, avalia.

O professor universitário Wilson Brum comemorou o anúncio da duplicação da avenida feito pelo governador Reinaldo Azambuja. “Nos últimos anos, com a concentração de novas empresas e serviços publicos como a UPA, além de novos bairros que foram crescendo como o Guaicurus, Dioclécio Artuzi e tantos outros, houve um aumento significativo no fluxo de veículos e hoje é praticamente impossível atravessar a avenida com menos de 25 minutos de espera em horários de pico. A duplicação é mais do que urgente e o Governo do Estado mais uma vez se mostra sensível as necessidades de Dourados”, reforça.

O professor Walter Hora destacou a valorização da região com a duplicação. “Vejo que essa obra vai preservar a vida de muitas pessoas que poderão trafegar com segurança. Além disso, vai valorizar muito esta região da cidade que é a que mais cresceu nos últimos anos e que merecia este olhar atento do poder público”, observa.

O subsecretário estadual de Políticas Públicas para a População Indígena, Fernando de Souza, enfatizou a importância da obra. “Nós temos dezenas de famílias que moram em acampamentos nas proximidades da avenida, e que passam diariamente por ela principalmente de bicicleta ou a carroça para trabalhar ou para acessar algum serviço de educação, assistência social e saúde, por exemplo. Com a duplicação a preocupação diminui em relação a atropelamentos, por exemplo, que tiram a vida de muitos pais de família indígena”, acrescenta.

Trechos a serem duplicados

A duplicação da via será da BR-163 até a rua Palmeiras, imediações do cemitério Municipal, trecho de aproximadamente 2,7 km. Da rua Palmeiras até a avenida Marcelino Pires, percurso de 1,5km, será feita revitalização, pois não há espaço para duas pistas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...