Semana On

Domingo 23.jan.2022

Ano X - Nº 475

Cultura e Entretenimento

Projeto Remi promove sarau com moradores das Moreninhas

Com muita arte, projeto finaliza suas atividades com sarau neste sábado em um dos bairros mais populosos de Campo Grande

Postado em 12 de Novembro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Envolver a comunidade das Moreninhas junto às manifestações artístico-culturais da cidade e desenvolver as potencialidades da juventude são alguns dos objetivos do Sarau Remi (Reconstrução de Memória e Identidade). O evento será realizado neste sábado (13), a partir das 17h, na Rua Anacã 320, região sul da cidade.

O sarau faz parte das atividades do Projeto Remi que há três fins de semana vem desenvolvendo sete diferentes oficinas com os moradores e, agora, se prepara para encerrar os trabalhos na comunidade das Moreninhas por meio das apresentações artísticas.

“Neste sábado será feito as últimas aulas de música, teatro, dança, grafite, fotografia e pintura Terena, que fecharão os quatros fins de semana com a comunidade. Em seguida, a gente inicia as atividades do sarau”, detalha o percussionista da banda Projeto Kzulo, Julian Vargas.

O evento é gratuito e aberto a toda a comunidade, inclusive a quem quiser subir no palco. O sarau prevê apresentações de alguns trabalhos desenvolvidos nas oficinas do Remi e ainda muita música por parte da banda Projeto Kzulo, grupo que idealizou o projeto cultural, além de amigos convidados.

Este já é o segundo ciclo de oficinas do Remi. O primeiro foi na aldeia urbana Marçal de Souza, na região do bairro Tiradentes. “Estamos muito satisfeitos com os resultados, fechamos dez encontros artísticos, contabilizando os dois saraus nas comunidades. Tivemos a participação de mais de 100 alunos, com o cuidado de trabalhar com grupos reduzidos, por conta da pandemia, e estamos satisfeitos com as trocas junto aos alunos. Algo que transformou o público, mas, certamente trouxe bagagem para toda a equipe do projeto que entendeu melhor as diferentes realidades de cada comunidade”, garante.

O Projeto Remi conta com recursos do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais), da Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), promovido pela Prefeitura de Campo Grande. Outras informações sobre o projeto pelo site (www.projetoremi.com) ou no Instagram (@projetoremi).


Voltar


Comente sobre essa publicação...