Semana On

Sexta-Feira 20.mai.2022

Ano X - Nº 487

Legislativo

Defensor da redução do IPVA, Amarildo Cruz sugeriu alíquota de 2,5% em MS

Após pedido do deputado, governo isenta do imposto veículos com mais de 15 anos

Postado em 10 de Novembro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Autor de três propostas visando a redução do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), o deputado Amarildo Cruz pede alteração da alíquota do imposto para 2,5% em Mato Grosso do Sul. Nesta semana, o Governo do Estado anunciou a alíquota de 3%, índice 0,5% maior do que o solicitado pelo deputado

Segundo a Associação Brasileira dos Distribuidores Volkswagen (Assobrav), Mato Grosso do Sul é um dos estados com a segunda maior alíquota cobrada sobre o IPVA, sendo a maior alíquota igual a 4%.

Para o deputado, tal pedido é de suma importância para organização financeira das famílias e também para mitigação dos efeitos inflacionários que corroem o salário e renda.

“Nós temos que lutar, não só em relação ao IPVA, mas, com relação ao ICMS, com relação a tudo que esteja na esfera de competência do Estado. Cobrar também que outras ações possam ser feitas para que a gente diminua o custo de vida, ou seja, o preço final do combustível, da energia elétrica, que acaba rebatendo no preço final dos alimentos, encarecendo tudo e aumentando o custo de vida da população”.

Governo isenta veículos com mais de 15 anos de IPVA

O Governo do Estado atendeu o pedido de Amarildo Cruz e vai isentar veículos com mais de 15 anos de fabricação do pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores).

Até então, eram isentos os veículos com mais de 20 anos de fabricação. Na semana passada, o deputado já havia apresentado indicação pedindo o benefício, a fim amenizar o custo de vida da população diante dos aumentos ocasionados pela pandemia e má gestão do Governo Federal.

Com a mudança, que ainda precisará ser aprovada pela Assembleia Legislativa, a partir de 2022 serão considerados isentos veículos com mais de 15 anos de fabricação. 

São 204.283 veículos, fabricados entre 2002 e 2006, que deixam de ter a cobrança do imposto estadual.


Voltar


Comente sobre essa publicação...