Semana On

Terça-Feira 07.dez.2021

Ano X - Nº 470

Mato Grosso do Sul

Em novo boletim, MS volta a registrar mortes por Covid-19

Estudo sobre a Janssen na região de fronteira mostra eficácia de 50% da vacina e redução de 90% em óbitos

Postado em 22 de Outubro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mato Grosso do Sul voltou a registrar mortes provocadas por Covid-19 no boletim desta sexta-feira (22). Foram dois novos óbitos, resultando em uma média móvel de 1,3 nos últimos 7 dias. 

As mortes confirmadas são de uma mulher de 59 anos, de Campo Grande, doente cardiovascular, que faleceu na quarta-feira (20), e de um idoso terenense, de 67 anos, sem comorbidades, finado em 6 de abril.

Desde o início da pandemia, Mato Grosso do Sul contabiliza 9.628 óbitos.

Já a taxa de contágio permanece estável em 0,84. Isso significa que um grupo de 100 contaminados transmite a doença para 84 pessoas.

E por conta de um ajuste no banco de dados, o número de casos confirmados foi negativo: -25. 

Os dados são checados e corrigidos diariamente e em alguns casos são encontrados erros como casos cadastrados como confirmados, mas que na verdade haviam sido descartados, além de lançamentos em duplicidade.

Na live desta sexta-feira, o secretário de Saúde, Geraldo Resende, voltou a pedir para que as pessoas não deixem de tomar todas as doses das vacinas contra Covid-19. 

“Faço o chamamento novamente àqueles que não tomaram as duas doses, que o façam. O enfrentamento da Covid é de todos. A vontade própria não pode sobrepor a da sociedade. Aos idosos, o recado é que é importante iniciar a dose de reforço. Queremos continuar entre primeiro e segundo lugar dos que mais vacinam, mas o que mais importa é ter a nossa população protegida”, finalizou.

Confira o boletim epidemiológico completo aqui.

Novos estudos

A Secretaria de Estado de Saúde, em parceria com o pesquisador da Fiocruz, Julio Croda, divulgou o pré-estudo sobre a eficácia da vacina Janssen contra a Covid-19. Ao todo, foram analisados 11.817 testes de RT-PCR colhidos nos 13 municípios de fronteira do Estado contemplados com o imunizante enviado pelo Ministério da Saúde. Na preliminar, o estudo apontou que 28 dias após a aplicação da dose única da Janssen, a vacina se mostrou 50,9% eficaz na prevenção de dois sintomas de Covid-19.

O estudo ainda mostra que a vacina foi eficaz na proteção para hospitalização de 72.9% e responsável pela redução de óbito em 90.5%. A média de idade dos participantes foi de 37 anos e 2.308 (20%) dos indivíduos são maiores ou iguais a 50 anos e quase dois terços da população se denominou como da raça parda.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o cinturão sanitário criado na região de fronteira foi fruto de empenho coletivo envolvendo o governador Reinaldo Azambuja, a ministra Tereza Cristina, a bancada federal composta por três senadores e oito deputados federais, Conass, Cosems e Conasems. “Queremos agradecer o empenho de todos para que esse pleito fosse atendido. Diversos atores se envolveram para que Mato Grosso do Sul possa realizar a imunização em massa dos municípios de fronteira, servindo de exemplo para o País”, afirmou Resende.

Responsável pelo estudo, o pesquisador Julio Croda lembra que o objetivo era estimar a efetividade de um regime de uma dose da Janssen na redução de riscos de forma sintomáticas, graves e óbitos por Covid-19 no contexto das novas variantes. “Venho aqui agradecer novamente a todo o apoio que tivemos para realização desse projeto. Em especial ao secretário estadual de Saúde, Dr. Geraldo Resende, ao Governo do Estado, ao Conasems e aos 13 secretários municipais por acreditarem na ciência”.

Considerado o maior estudo de vacinação em massa do país, a Secretaria de Estado de Saúde informa que mais de 100 mil pessoas foram imunizadas com a vacina da Janssen, contra a Covid-19, nos 13 municípios da região de fronteira em Mato Grosso do Sul.

Os índices nestes municípios se elevaram a partir da aplicação da vacina da Janssen. Os municípios participantes foram Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário. Veja o estudo clicando aqui.


Voltar


Comente sobre essa publicação...