Semana On

Sexta-Feira 03.dez.2021

Ano X - Nº 469

Campo Grande

Final de semana tem previsão de tempestade com ventos de até 100 km/h em Mato Grosso do Sul

Prefeitura de Campo Grande se prepara para possíveis estragos

Postado em 22 de Outubro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Depois da tempestade de areia e vendaval que provocou inúmeros transtornos e estragos em Mato Grosso do Sul, a meteorologia novamente prevê tempestade para o final de semana. 

Previsão assinada pela coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima, Valesca Fernandes indica que entre esta sexta-feira (22) a noite e domingo (24) há probabilidade de chuvas com tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento entre 50km/h a 100Km/h. 

A forte incidência de temporais gera risco de vendaval e a possibilidade de novo episódio de levantamento de poeira, segundo o Climatempo. Os modelos meteorológicos indicam acumulados de 75mm para Campo Grande em poucas horas no domingo (24). De forma geral, o estado deve registrar entre 50 e 80 mm.

Essas condições serão provocadas por uma combinação de fatores, como o deslocamento de um sistema de baixa pressão com origem no Paraguai, ao avanço de um sistema frontal, a passagem de cavados, além do transporte de umidade e calor. 

“Entre sábado (23) e domingo (24), há probabilidade de temporal, com acumulados de chuvas mais significativos e tempestades no estado”, explica. 

Antes disso, o tempo segue firme. A sexta-feira (22) será mais um dia ensolarado e com pouca nebulosidade em todas as áreas de Mato Grosso do Sul. Pancadas fracas e isoladas de chuva podem ocorrer nas regiões sudoeste e pantaneira. 

O dia será marcado por grande amplitude térmica. O extremo sul do estado pode ter mínimas em torno de 15°C na madrugada, já as máximas podem passar dos 37°C na região pantaneira. 

Confira no mapa elaborado pelo Cemtec, as condições de tempo e temperatura para esta sexta-feira. 

Alertas Defesa Civil

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul conta com um serviço de SMS que dispara alertas diversos para o cidadão cadastrado.

O serviço oferecido gratuitamente é uma ferramenta importante pois os alertas vêm com orientações. Para aderir ao sistema, o cidadão deve enviar mensagem de texto para o número 40199 com o CEP da residência.

A partir do cadastro, o telefone e o endereço são automaticamente incluídos na lista de envio dos alertas sempre que houver risco de desastres naturais na região indicada.

Vale ressaltar que a ferramenta não se trata de previsão do tempo, mas de alertas que serão enviados sempre que houver situação que requeira atenção especial ou medidas preventivas.

Ações na capital

Na última quinta-feira (21), os servidores da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Amhasf) deram sequência ao atendimento emergencial às famílias que tiveram suas casas destelhadas após o vendaval do último final de semana. Mais um caminhão-baú foi disponibilizado para agilizar as entregas dos materiais destinados às pessoas que recorreram à Central de Atendimento da Agência (3314-3900).

A entrega das telhas de fibrocimento e demais itens necessários aos reparos acontecem, simultaneamente, na comunidade “Só por Deus”, localizada no Bairro Centro Oeste, e na Região do Anhanduizinho ao longo do dia. Ontem, a comunidade Esperança recebeu mais 200 telhas, totalizando 34 famílias beneficiadas pelo auxílio emergencial.

Ainda na região do Bairro Noroeste, outras 3 famílias foram socorridas, além da comunidade Aguadinha, que também foi atendida nessa quarta-feira com mais 27 telhas para a reconstrução das moradias que tiveram danos severos na estrutura dos tetos.

Colaboradores da Subsecretaria de Articulação Social e Comunitário atuam em conjunto com a Amhasf, na missão de entregar mais 200 telhas hoje. Na “Só Por Deus”, os moradores aguardavam a chegada dos materiais, após contato pelo canal de atendimento. “A gente achou que fosse o fim do mundo. Pensamos que estava passando um furacão nas nossas cabeças”, relembra o garçom Anderson Carvalho Campos, 39 anos, integrante da comunidade.

Tatiane Amorim Araújo, 40 anos, estava com as três filhas quando passou o vendaval. Elas se abrigaram na casa da vizinha, Mercedes Magalhães de Freitas, 28 anos, mãe de 5 crianças. “Nós resolvemos ficar juntas e aguardar a tempestade passar. A ajuda da Prefeitura está sendo ótima, muito rápida e graças a Deus vamos poder arrumar tudo”, disse Tatiane, aliviada.

Agilidade

A Central de Atendimento da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários já atendeu, até o momento, cerca de 150 solicitações de auxílio. As equipes estão em atendimento em tempo integral. Para receber o auxílio, a renda familiar não deve ultrapassar mais do que R$ 1.800,00 e a moradia deve ter até 70 metros quadrados.

Os atendimentos volantes foram divididos entre as regiões urbanas da cidade. O primeiro contato é feito para realizar as vistorias dos imóveis comprometidos pelas tempestades. Em seguida, cientes do quantitativo de materiais necessários, rapidamente as equipes já mobilizam os caminhões com os itens indicados para entrega imediata aos beneficiários.

“Frisamos que as pessoas devem ligar na nossa Central de Atendimento para que possamos realizar o cadastro e o devido controle das localidades afetadas. Nosso atendimento é bem simples e ágil. Vamos prosseguir com essa mobilização até que todas as famílias em situação de risco sejam atendidas”, reiterou a diretora-presidente da Amhasf, Maria Helena Bughi.

Doações

A Prefeitura de Campo Grande está em campanha para arrecadar doações em prol da reconstrução das moradias de centenas de famílias que tiveram as suas casas danificadas pelas tempestades ocorridas nos últimos dias.

Nesse momento, a solidariedade de todos é importante para essas famílias que precisam da ajuda de todos. Quem puder fazer doações com materiais de construção ou em valores para aquisição desses itens, entre em contato pelo telefone da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Amhasf): (67) 99350-1126.

Serviço

Para quem precisa do auxílio emergencial, basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Amhasf: (67) 3314-3900.


Voltar


Comente sobre essa publicação...