Semana On

Sexta-Feira 20.mai.2022

Ano X - Nº 487

Legislativo

Carlão reforça que a nova lei do Prodes é mais justa e democrática

‘Aprovamos e entregamos uma Lei que foi pensada em favor ao povo de Campo Grande’, afirmou o presidente da Câmara

Postado em 20 de Outubro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em entrevista no Programa Tribuna Livre, da Rádio Capital FM 95, no último dia 19, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, falou da importância da sanção da Nova Lei do Prodes (Programa de Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande). Ressaltando a parceria com o Executivo pela recuperação econômica da Capital e reforçando ser uma “Lei mais justa e democrática”. A Lei do Prodes é de autoria do Poder Executivo e já existia há vários anos, mas foi aperfeiçoada tanto pela prefeitura, quanto pelas mais de 40 emendas dos vereadores. 

“Aprovamos e entregamos uma Lei que foi pensada em favor ao povo de Campo Grande. Por unanimidade em consonância com o Executivo, pensada para dar oportunidade às pequenas e médias empresas, além de ampliar a capacidade de atrair grandes investimentos para a Capital. Com diálogo, nasceu esse projeto, que vai atender as necessidades da cidade na geração de emprego e renda. Temos o mesmo pensamento do Executivo que é melhorar a qualidade de vida do povo. Somos um Poder fiscalizador, mas nos unimos pelo bem da população, principalmente dos pequenos e médios empresários que antes não eram contemplados na Lei. Neste momento em que estamos superando a Pandemia de Covid-19 é o momento de darmos incentivos aos donos de matérias de construções, restaurantes, lanchonetes e todos os segmentos que também são geradores e emprego e renda”, disse Carlão.

A nova Lei é vista como uma chance de ajudar na recuperação econômica diante das dificuldades com a pandemia de Covid-19. Ela busca, ainda, igualdade e transparência nos critérios de escolha das empresas beneficiadas, além de celeridade e garantias de que os investimentos pactuados sejam cumpridos.

“Reforçamos nosso papel de aprovação nas concessões de áreas e vamos fiscalizar de perto esse processo. Com a diminuição dos entraves burocráticos, já que os pequenos poderão receber os incentivos através de decretos. Essa situação vai dar mais celeridade ao processo. A Nova Lei do Prodes já foi sancionada e partir deste dia 15, e com isso um novo cenário se abre aos pequenos e médios empreendedores, abrangendo também as empresas dos setores de comércio e serviços que, juntos, somam 60% da economia da Capital”. explicou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...