Semana On

Domingo 23.jan.2022

Ano X - Nº 475

Campo Grande

Famílias carentes da Capital recebem cartões do Mais Social

Ao todo já foram mais de 33 mil contemplados com o cartão social de R$ 200 por mês, para ajudar na compra de alimentos e materiais de higiene no Estado

Postado em 19 de Outubro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com objetivo de ajudar e dar mais dignidade, 1,4 mil cartões foram entregues para famílias carentes no último dia 18, em Campo Grande. O evento ocorreu na unidade da Rede Solidária I – Ruth Cardoso, que fica no Parque Lageado, região sul da cidade.

“Aqui é um local importante em que já fizemos muitos atendimentos à população, e nossa expectativa é que este cartão venha trazer melhorias na qualidade de vida das pessoas, para ajuda na manutenção da compra de alimentos e produtos de higiene para suas casas”, destacou a titular da Sedhast, a secretaria Elisa Cleia Nobre.

A secretária destacou que as entregar vão continuar na Capital e também no interior do Estado. “Muita gente vai passar do Vale Renda ao “Mais Social” e com o cartão poderá escolher o mercado para fazer suas compras, sempre procurando os melhores preços, para que o dinheiro possa render mais. Além disto se trata de um programa contínuo, que não vai acabar após a pandemia”, completou.

Representando o governador, o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, destacou que após a pandemia, o programa foi criado para ajudar quem mais precisa. “Por isso pensamos em um programa para ampliar o Vale Renda, ter mais pessoas contempladas, chegando a 100 mil famílias. Muito melhor que uma cesta básica é um cartão onde podem escolher o que querem comprar de alimento no mercado”.

Riedel ponderou que o cartão pode ser usado para produtos de higiene, assim como compra de fraudas e até gás de cozinha. “Por isso importante pesquisar o melhor preço, e assim fazer mais compras. O programa se trata de uma medida feita pelo governo para ajudar a população mais carente”.

Famílias contempladas

Luziele de Souza foi ao evento acompanhar sua mãe, Ilda Dias de Souza, de 88 anos, que era uma das contempladas com o cartão social. “Esta ajuda vai ser muito importante para minha mãe, que mora sozinha e precisa deste apoio para complementar a renda. É um apoio essencial do governo”.

Bibiana Fernandes, 79, ponderou que o cartão será um grande apoio para quem souber usar e fazer o dinheiro render. “Tem que pesquisar bem os preços e assim usar o cartão ao longo do mês, na hora de comprar arroz, pão carne e feijão. Temos que valorizar esta ajuda que estamos recebendo”.

Já Rosimari Antunes, 61, destacou que a ajuda vai ajudar na compra do mês. “Vou aproveitar para comprar alimento e até gás de cozinha. Moro com meu marido e ajuda vai facilitar na hora que a gente precisar”.

Maria Suzana Gonçalves, 82, também foi ao local receber o cartão junto com sua filha, Maria Josefina Gonçalves. “Além de ajudar na compra do mês, ainda podemos escolher o que comprar no mercado, é um apoio fundamental do governo”. Elas moram juntas no bairro Aero Rancho.

Ao todo já foram mais de 33 mil contemplados com o cartão social de R$ 200,00 por mês, para ajudar na compra de alimentos e materiais de higiene no Estado. A expectativa é chegar a 100 mil famílias em todo Estado. O programa é permanente e vai continuar depois do fim da pandemia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...