Semana On

Domingo 17.out.2021

Ano X - Nº 463

Campo Grande

Comerciantes estendem horários e se sentem mais seguros com aumento de viaturas nos bairros da Capital

O programa que começou em julho colocou mais 48 viaturas para reforçar as rondas em toda a região metropolitana de Campo Grande

Postado em 17 de Setembro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com o aumento de viaturas nos bairros da Capital, após a implantação do programa OCOP (Obtenção de Capacidade Operacional Plena) da Polícia Militar, comerciantes revelaram que estenderam o horário de atendimento e se sentem mais seguros com a presença da polícia, que conseguem inibir eventuais roubos e furtos nos estabelecimentos.

O programa que começou em julho colocou mais 48 viaturas para reforçar as rondas em toda a região metropolitana de Campo Grande, para que além da prevenção, possas dispor de um atendimento mais rápido nas ocorrências. Os veículos são monitorados em tempo rela, por uma sala de situação no Comando Geral da PM.

Edilson Aguirre, dono da Choperia e Pizzaria Aguirre, que fica no bairro Nova Lima, contou que o aumento de viaturas na região é muito bom  para os comerciantes e empresários, que se sentem mais seguros. “Estou achando bom esta presença maior de policiais e viaturas, pois assim sofremos menos com roubos e furtos. Aqui, durante pandemia, estavam roubando até lâmpadas”, relatou.

Edilson revelou que sua Choperia fica aberta agora até meia-noite. “Além de mais segurança, também tivemos o fim do toque de recolher, que nos permitiu ficar até mais tarde. Já trabalho há 20 anos no ramo e montei meu negócio faz quatro anos”, descreveu o empresário.

Marco Aurélio Ferreira, dono do “Marcão Lanches”, também no Nova Lima, relatou que além das viaturas darem maior sensação de segurança aos moradores e comerciantes, os atendimentos também estão mais rápidos. “Estou seguindo agora com os lanches até as 3 da manhã e ajuda muito a polícia estar mais presente no bairro, onde já trabalho no ramo há 13 anos”.

Prevenir e coibir crimes

O empresário Waldilei Borges de Almeida, dono do Palácio Móveis e colchões, que fica na Avenida Júlio de Castilho, destacou que a presença das viaturas na região inibem os “criminosos” para eventuais furtos e roubos.  “Com mais viaturas fazendo as rondas os bandidos se sentem ameaçados. Muitos comerciantes aqui já reclamaram de roubos e minha loja fica ao lado de uma agência bancário, por isso o cuidado é redobrado”.

Vilson Oliveira, proprietário da Conveniência do Nenê, descreve que agora as viaturas passam diariamente em frente ao seu comércio. “Ajuda a ter mais segurança e deixar os criminosos cada vez mais longe, pois intimida eventuais roubos. Ficamos abertos aqui até às 2 da manhã”, relatou.

O programa OCOP começou pela região metropolitana de Campo Grande, com abrangência a 1.035.833 pessoas, que além da Capital incluem os municípios de Bandeirantes, Corguinho, Jaraguari, Ribas do Rio Pardo, Rochedo, Sidrolândia e Terenos. Ele conta com uma atuação diária de 90 policiais e 500 disponíveis para o projeto.

O secretário estadual de Segurança, Antônio Carlos Videira, afirmou que o programa é o maior projeto de policiamento preventivo da história de Mato Grosso do Sul. “Começamos na Capital, e agora haverá sua replicação para Dourados, Três Lagoas, Corumbá e Ponta Porã, fazendo com que a Polícia Militar tenha capacidade de atender o maior volume possível de ocorrências no menor espaço de tempo”.

O governador Reinaldo Azambuja ponderou que este investimento é para fortalecer a segurança aos cidadãos. “Nós triplicamos o número de viaturas na cidade, para ter presença de mais policiais rodando 24 horas, sendo monitoradas e acompanhadas pelo Ciops por meio de GPS, em tempo real”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...