Semana On

Domingo 17.out.2021

Ano X - Nº 463

Mato Grosso do Sul

Governo deu início ao pagamento de auxílio aos profissionais de turismo

Eles serão beneficiados por meio do programa Incentiva+MS Turismo, que vai repassar a ajuda financeira em seis parcelas no valor de R$ 1 mil

Postado em 15 de Setembro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O governo do Estado iniciou no último dia 15 o pagamento de auxílio aos profissionais do turismo, que tiveram prejuízos durante a pandemia do coronavírus. Eles serão beneficiados por meio do programa “Incentiva+MS Turismo”, que vai repassar a ajuda financeira em seis parcelas no valor de R$ 1 mil.

“Começa nesta quarta-feira o pagamento aos beneficiados do programa, no primeiro lote daqueles que estão aptos a receber o auxílio. Este apoio vai ajudar muito principalmente ao microempreendedor que precisa pagar contas atrasadas ou comprar insumos”, descreveu o diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wendling.

O diretor destaca que o auxílio pago pelo Estado é um “alento” para categoria que teve muitas dificuldades e prejuízos durante a pandemia. “Foi um dos setores mais afetados em função das restrições, em um período de 1 ano e meio. Este apoio do governo vai ajudar e reforça esta retomada das atividades”, ponderou.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que o auxílio financeiro é uma forma de ajudar este setor importante na economia do Estado. “Nossa intenção é ajudar estes profissionais. Lançamos este programa para retomada da economia, estendendo as mãos aos setores mais atingidos pela pandemia”.

Programa

Ao todo são 609 contemplados nesta primeira etapa do programa. Wendling confirmou que a partir do dia 21 de setembro vão ser novamente abertas as inscrições para a inclusão de novos profissionais. “Vamos reabrir as inscrições com as mesmas condições deste primeiro grupo, que vão seguir até 5 de outubro”.

Podem participar do programa guias de turismo, microempreendedores individuais e microempresas do setor do turismo. Assim como restaurantes, bares, estabelecimentos especializados em servir bebidas, lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares.  Serviços ambulantes de alimentação, operadores turísticos, agências de viagens, serviço de organização de feiras, congressos, exposições e festas.

O programa voltado ao turismo foi lançado com parte do pacote de investimentos do Estado chamado “Retomada MS”, que prevê o aporte financeiro de R$ 763 milhões para ajudar setores que foram prejudicados com a pandemia. Neste projeto estão os eixos de auxílio financeiro, medidas fiscais e microcrédito orientado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...