Semana On

Quinta-Feira 11.ago.2022

Ano X - Nº 499

Coluna

Acarajé: confira receita do bolinho que se tornou patrimônio cultural

Temperado com pimenta, o acarajé faz facilmente nosso corpo ficar quente por inteiro

Postado em 02 de Setembro de 2021 - Raissa Faro – Brasil de Fato

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Para fechar a trilogia de receitas baianas, só falta a receita de acarajé. Li certa vez que a palavra acarajé poderia ser traduzida como "comer bola de fogo". Se de fato essa é a tradução, eu não tenho certeza, mas faria todo o sentido. Frito no azeite de dendê, o acarajé se torna avermelhado e o seu sabor levemente defumado e posteriormente temperado com pimenta faz facilmente nosso corpo ficar quente por inteiro.

De um modo geral, é uma receita de bolinho de feijão fradinho frito. No entanto, esse não é um bolinho qualquer, é considerado um patrimônio cultural do Brasil, desde 2004, assim como as baianas do acarajé. O tombamento de uma comida típica está além dos temperos e paladar, famosos internacionalmente, está principalmente associado à toda representatividade religiosa, cultural e identitária de uma população. Isso possibilita a preservação da história do Brasil. 

A produção e a comercialização é predominantemente feminina. Tradicionalmente o acarajé é preparado de maneira artesanal em moinho de pedra e muito braço para ‘bater’ a massa. No entanto, para nossa alegria, é possível fazer essa receita no liquidificador ou processador. Apesar de usar poucos ingredientes, essa é uma receita para ser preparada com calma, aproveitando o passo-a-passo.

Na descrição abaixo estão algumas dicas de preparo para te auxiliar nessa jornada.

ACARAJÉ

Ingredientes:

500g de feijão fradinho;

Cebolas (para temperar: 6 bem pequenas ou 2 cebolas grandes; para fritar: 1 cebola);

Sal;

Dendê ou óleo, suficiente para fritar em imersão.

Modo de preparo:

Deixar o feijão fradinho de molho, por pelo menos 8 horas - trocar a água pelo menos uma vez. Antes de retirar a água, ao final do tempo de remolho esfregue os grão de feijão entre as duas mãos, dentro d’água. É importante que você retire a maior parte da casquinha pro seu acarajé ficar macio e homogêneo. Retire as casquinhas que estão boiando, antes de descartar a água. Lave os feijão em água corrente.

Descasque e corte as cebolas para temperar a massa - pode ser corte grande. No liquidificador, coloque a cebola e o feijão, nessa ordem, e bata. Coloque água apenas se necessário e em pouca quantidade.

Uma dica boa é colocar a massa batida em uma peneira fina ou voal, para que escorra o excesso de água e deixe a massa mais firme.

Transfira a massa do liquidificador para uma bacia grande o bastante, para que você possa bater com uma colher de pau. Adicione o sal e bata por alguns minutos, para incorporar o ar, até que perceba que a massa está dobrando de tamanho.

Em uma frigideira alta, coloque o dendê ou óleo para fritar. Para conferir a temperatura certa para começar a fritar, coloque primeiro uma cebola inteira e aguarde que apareça ‘bolinhas de ar’ ao redor da cebola. A cebola também ajuda a não levantar o cheiro de dendê ou da fritura.

Com uma colher do tamanho de sua preferência, pegue um pouco da massa e coloque no óleo pronto para a fritura. Aguarde um lado ficar douradinho antes de virar a massa. Doure os dois lados e ao retirar da fritura, coloque o acarajé em uma bandeja forrada com papel toalha, para retirar o excesso de óleo.

Coma puro ou corte ao meio e recheie com vatapá e caruru.

Rendimento: 25 porções médias


Voltar


Comente sobre essa publicação...