Semana On

Domingo 22.mai.2022

Ano X - Nº 488

Campo Grande

Reforma da Igreja da Tia Eva irá valorizar história e realizar o sonho dos moradores da comunidade

A igreja de São Benedito faz parte da história de Campo Grande, e foi construída em 1919

Postado em 27 de Agosto de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Para valorizar a história centenária da Igreja da Comunidade Tia Eva, em Campo Grande, o governo do Estado vai promover a reforma do espaço, em um investimento de R$ 450 mil. A obra vai realizar o sonho dos moradores, que consideram o local o “coração” e a “base” de toda comunidade.

Aos 86 anos, Sérgio Antônio da Silva, descendente da Tia Eva, conta que desde os 15 anos ajuda a comunidade e que no começo as dificuldades eram grandes, desde falta de água e luz, mas que a parte religiosa sempre foi a mais importante, a base que une todos os moradores.

“Dediquei quase toda minha vida para ajudar esta comunidade. O piso da igreja era de tijolos, trocamos o piso, colocamos bancos e o forro foi dado por um morador que fez um voto e teve a graça alcançada. Nosso sonho sempre foi arrumar esta capela, que faz parte da história de Campo Grande. Estamos ansiosos e com esperança”, descreveu.

Josélia Abadia Martins, 47, revelou que a reforma na igreja será uma “benção” para comunidade. “Vai ficar mais bonita e segura. Nossa expectativa é voltar os terços aqui em setembro, que estavam suspensos devido a pandemia. Muitos visitantes também poderão conhecer o local. Vamos dar andamento ao sonho que a nossa fundadora deixou”.

Grande sonho

Vice-presidente da Associação, Lúcia da Silva Araújo, lembrou que o projeto da reforma foi discutido com a comunidade e que o momento é de agradecer e esperar o início dos trabalhos. “Estamos realizando um grande sonho com esta obra, a parte religiosa é nossa base, me orgulho de morar aqui por este motivo. A comunidade se criou e cresceu por um milagre”, relatou.

Lúcia destacou que todos estão esperançosos. “Nossa referência, nossa festa é para falar sobre o milagre que aconteceu na vida da Tia Eva, por isso é um momento de fé. A reforma na igreja faz parte deste sonho. O local é pequeno por isso só fazemos as missas aqui em datas especiais”.

Neuza Jerônima, 71, tataraneta da Tia Eva, ressaltou que a igreja é o “coração” da comunidade e que todos tratam o local como se fosse sua família. “Nasci aqui e frequento a igreja a vida toda. Temos que cuidar daqui, como se fosse sua casa. É uma responsabilidade muito grande. Meu sonho é ver esta igreja reformada”.

Restauração

O projeto da reforma da Igreja e requalificação do entorno foi apresentado à comunidade no mês passado. O espaço interno será restaurado, com novo sistema de áudio e proposto um novo altar para abrigar e evidenciar a estatueta de São Benedito, em madeira, trazida de Goiás por Tia Eva em 1905.

Já o eixo cultural terá a requalificação dos espaços que servem de extensão da igreja para realização dos festejos em homenagem a São Benedito, assim como está previsto um espaço para abrigar um Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que será gerido pela comunidade, para venda até de produtos artesanais locais.

Na área de educação está na pauta a criação de uma sala para abrigar o “Telecentro”, que se trata de um programa de educação digital, que vai abrigar um material de pesquisa sobre a história da Tia Eva, da Igreja de São Benedito e da própria comunidade.

A igreja de São Benedito faz parte da história de Campo Grande e Mato Grosso do Sul. Ela foi construída em 1919, em função da promessa que Eva Maria de Jesus havia feito durante sua viagem ao Estado. A capela foi colocada de pé em 1912 e sete anos depois construída a igreja, que mantem as características até hoje. Toda a obra foi feita pela comunidade.


Voltar


Comente sobre essa publicação...