Semana On

Terça-Feira 24.mai.2022

Ano X - Nº 488

Coluna

O enigma PSDB

Sobre as prévias tucanas marcadas para novembro

Postado em 19 de Agosto de 2021 - Rafael Paredes

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O PSDB tem como um de seus quadros o governador do mais populoso, mais rico e mais industrializado estado do país. É de um órgão do governo deste estado, o Butantã, os contratos, o envase e a produção da primeira vacina contra o novo coronavírus aplicada no braço de um brasileiro. No caso, de uma brasileira, negra, enfermeira. Esse governador estava lá.

A Coronavac foi, por algumas semanas, a única vacina em território nacional. Por alguns meses, a Coronavac liderou o ranking das vacinas aplicadas nos braços dos brasileiros, muito provavelmente salvou muitas vidas. O estado de São Paulo, por muitas vezes endureceu as medidas sanitárias para conter o avanço da pandemia, em um contraponto ao Governo Federal.

Se o estado de São Paulo fosse um país, seu crescimento econômico previsto para este ano (7,8%) apenas perderia para Índia (9,5) e para China (8,1). São Paulo estaria na frente de países como Estados Unidos, Canadá, França e, é claro, Brasil.

Com esse crescimento econômico, o governador de São Paulo pode ampliar em muito o programa Vale Gás, tendo em vista a hiperinflação do produto e, assim, beneficiar ainda mais famílias de baixa renda. A ação prevê a destinação de R$ 100,00 mensais para quem hoje tem que cozinhar à lenha.

Com o desemprego atingindo mais de 14 milhões de brasileiros, o Governo de São Paulo lançou o programa Bolsa Trabalho. A política pagará R$ 535,00 para o desempregado prestar serviços durante quatro horas por dia. O programa contratará 30 mil pessoas e investirá R$ 80 milhões.

Quando eleito governador de São Paulo, João Dória escolheu quadros técnicos e ex-ministros para compor seu primeiro escalão. É importante destacar a atuação, a formação e a experiência do secretário da Fazenda Henrique Meirelles e da Educação Rossieli Soares.

O governador de São Paulo é João Dória, um dos alvos de críticas e ofensas preferido do presidente Jair Bolsonaro. Então, o PSDB já tem um candidato à presidência da República, certo? Não. Errado…

Um grupo de deputados e outros membros bolsonaristas do PSDB lançaram a pré-candidatura do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Esses parlamentares votam com o Bolsonaro, apoiam as pautas do Bolsonaro, defendem o Bolsonaro, se aliam a Bolsonaro, tem cargos no governo Bolsonaro. Porém, lançaram um pré-candidato à Presidência da República para o partido ter prévias.

Não tem algo cheirando mal nessa história? Será que ninguém percebe?


Voltar


Comente sobre essa publicação...