Semana On

Sexta-Feira 22.out.2021

Ano X - Nº 464

Cultura e Entretenimento

Autocine retorna neste fim de semana com exibições na V Semana Municipal de Patrimônio Cultural

Com entrada gratuita, as exibições ocorrem dentro do campus da UFMS, no sábado e domingo

Postado em 18 de Agosto de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O projeto Autocine retoma suas exibições neste fim de semana e, para compor a agenda da “V Semana Municipal de Patrimônio Cultural – Semana de Valorização ao Patrimônio Cultural de Campo Grande” serão exibidas as produções regionais “Salas de Sonhos”, da diretora Marinete Pinheiro, e “Espero que te Encontre e que Estejas Bem”, de Natara Ney. Com entrada gratuita, as exibições ocorrem dentro do campus da UFMS, no sábado e domingo, 21 e 22, às 19 horas e às 18 horas, respectivamente. Os portões abrem com meia hora de antecedência.

A programação é uma realização da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), com apoio do Governo do Estado, Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, Dossel e Neoenergia.

O curta “Salas de Sonhos” fala do espaço entre a poesia e a memória emergindo na superfície da história da cidade que abrigou as Salas de Sonhos com magnitude e imponência. De 1910, quando Rafael Orrico inaugurou as vistas animadas no Arraial de Santo Antônio, até os dias atuais, passaram- se muitos filmes pelas salas de cinema de Campo Grande.  E este curta metragem nos faz adentrar ao mundo dos sonhos, da sétima arte, onde o escurinho mágico nos permite sair esfregando os olhos, quase pesados, como quem acabou de sair de um sonho.

O longa-metragem “Espero que te Encontre e que Estejas Bem” fala sobre amor. Confira a sinopse: em janeiro de 2011 um lote com 110 cartas de amor foi encontrado em uma Feira de Antiguidades, todas escritas por uma moradora de Campo Grande/MS para o seu noivo no Rio de Janeiro. Durante 2 anos, 1952/53, ela relata sobre a paixão e a distância. A partir desta descoberta, uma investigação se inicia para localizarmos este casal apaixonado e descobrirmos o desfecho do romance. Uma história sobre amor, tempo e memória.

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Max Freitas, o Autocine se une à semana do Patrimônio justamente por sua relevância histórica na Capital. “Histórias foram costuradas pelo Autocine, famílias se formaram a partir dos encontros que ocorreram nos tempos áureos do projeto. O Autocine viveu a transformação de Campo Grande, então nada mais justo do que contarmos com ele nesta programação”, diz ele.


Voltar


Comente sobre essa publicação...