Semana On

Segunda-Feira 27.set.2021

Ano X - Nº 461

Campo Grande

Publicado aviso de licitação para restauro da Casa do Artesão

A tradicional sede, principal centro de comercialização do artesanato produzido no Estado, construída entre 1918 e 1923 e recebeu sua última revitalização e restauro em fevereiro de 2002

Postado em 17 de Agosto de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Contemplada pelo pacote do Governo do Estado “Retomada MS”, a Casa do Artesão, unidade da Fundação de Cultura do MS, terá recursos no valor de R$ 2,2milhões, para serem utilizados na reforma completa do prédio. O aviso de lançamento da licitação já foi publicado no Diário Oficial do último dia 16, e a abertura da licitação será realizada, no tipo menor preço, no dia 03 de setembro de 2021, às 10 horas, na Agesul.

A responsável pelo projeto é a Restaura Arquitetura. A tradicional sede, principal centro de comercialização do artesanato produzido no Estado, construída entre 1918 e 1923 e recebeu sua última revitalização e restauro em fevereiro de 2002.

A principal ambição dos arquitetos é resgatar a memória das edificações do apogeu da expansão da cidade – tendo em vista a importância deste período para a história regional e a consequente formação do consciente coletivo. Dessa forma, com o resgate do edifício, procura-se trazer em mente a memória que este edifício mantém entre suas paredes.

A Casa do Artesão está diretamente ligada à Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da FCMS, responsável por sua administração e comercializa peças de aproximadamente 400 artesãos. “Devido ao atual estado de degradação em que a Casa de Campo Grande se encontra, as vendas têm diminuído, afetando a qualidade de vida dos artesãos e o processo de divulgação da cultura regional através do artesanato”, diz a gerente de Desenvolvimento de Atividades Artesanais, Katienka Klain.

A gestora da Casa do Artesão, Eliane Torres, explica que a revitalização do prédio é um ponto positivo para a preservação da cultura de Mato Grosso do Sul e manutenção de nossas memórias, lembrando que aqui é uma arquitetura do século 20, foi a primeira agência do Banco do Brasil, cujo cofre encontra-se preservado até hoje aqui. É uma marca do início do desenvolvimento socioeconômico da nossa cidade.

“Hoje a Casa assume um papel de protagonismo no artesanato regional, expondo nossa produção cultural e dando retorno financeiro aos nossos artesãos. Ter um projeto que tenha como objetivo trazer melhorias a um prédio dessa complexidade, com esse valor cultural é um orgulho imenso, para mim, para nossa comunidade, para nós, servidores”, destacou.

A reforma, segundo ela, dará condições de servir melhor ao público, e principalmente ao turista, maior frequentar do local. Para o artesão a revitalização vai agregar valores às peças expostas, valorizar o trabalho de várias culturas, das diversas etnias cujos trabalhos estão expostos no espaço. “Tenho certeza que nossos clientes vão se sentir mais atraídos e, acima de tudo, mais inseridos no contexto cultural do nosso Estado”.

A Casa do Artesão fica na avenida Calógeras, 2050 – Centro. Telefone: (67) 3383-2633


Voltar


Comente sobre essa publicação...