Semana On

Quinta-Feira 19.mai.2022

Ano X - Nº 487

Mato Grosso do Sul

Saúde de MS faz desafio para atingir 90% de vacinados com 1° dose neste final de semana

Governo anuncia início da vacinação de adolescentes entre 17 e 12 anos

Postado em 13 de Agosto de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Até a manhã desta sexta-feira (13) Mato Grosso do Sul já havia vacinado 86,74% da população acima de 18 anos com pelo menos 1 dose da vacina contra Covid. Com novas remessas distribuídas hoje e doses ainda no “freezer” em alguns municípios, o secretário de saúde, Geraldo Resende lançou um desafio durante apresentação da live. 

“Fizemos um desafio e estamos junto com os 79 municípios na missão de atingir até o final desta semana ou no máximo início da próxima 90% da nossa população vacinados com a 1° dose. Estou convocando todos para gente fazer um grande final de semana de imunização. Se tiver doses que a gente faça o período integral. Se for preciso estender até a noite. Quanto mais rápido fizermos mais contenção de chegarem variantes e mais rápido vamos ter aquilo que deve ser uma grande conquista que é a imunidade coletiva”, reforçou. 

Dados Covid 

Boletim epidemiológico Covid desta sexta-feira (13) registrou 513 novos sul-mato-grossenses infectados. As cidades com maior número de confirmações são Campo Grande (+186), Ribas do Rio Pardo (+121), Três Lagoas (+21), Água Clara (+20) e Dourados (+18). 

Com a atualização dos dados, a média móvel de casos em Mato Grosso do Sul fica em 454, mantendo a mesma média dos últimos três dias que ficou abaixo de 500. 

A taxa de contágio segue com leve tendência de elevação. Há 5 dias o indicado vinha se mantendo em 0.88, porém nesta sexta-feira foi para 0.89.  “Já chegamos a 0.82. isso mostra um acréscimo de 0.7 centésimos do que já tivemos”, destacou Resende reforçando a necessidade de manter os cuidados preventivos mesmo com as duas doses da vacina.  “A vacina não protege 100%. Ela vai dar condições de desenvolver um quadro menos grave”. 

Dos 3.763 casos ativos no Estado, 421 são pacientes internados em leitos clínicos (170) ou unidades de terapia intensiva (251). A taxa de ocupação de leitos UTI SUS por macrorregião de internação é de 69% em Campo Grande, 68% na de Três Lagoas, 55% de Dourados e 52% em Corumbá. 

A fila de pacientes à espera por um leito SRAG/COVID em Mato Grosso do Sul conta com 10 pacientes na Central de Regulação de Campo Grande, nenhum na central de Dourados e 1 na central do Estado. 

Com 16 novos óbitos registrados hoje, o total de vítimas da pandemia no Estado chega a 9.141. Pela média móvel 14 pacientes não resistiram à doença diariamente nos últimos sete dias. 

As novas mortes por Covid foram de pacientes que residiam em Campo Grande (10), Corumbá (+1), Dourados (+1), Itaporã (+1), Ivinhema (+1), Ribas do Rio Pardo (+1) e Três Lagoas (+1).  

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) existem 660 amostras em análise no Lacen e laboratórios parceiros, além de 3.869 casos sem encerramento pelos municípios. 

Mato Grosso do Sul já vacinou 86,74% da população acima dos 18 anos com a primeira dose ou dose única. Já o percentual de pessoas consideradas imunizadas é de 49,82%. 

Confira aqui o detalhamento do boletim epidemiológico.

Adolescentes

Geraldo Resende também o início da vacinação de adolescentes entre 17 e 12 anos de idade, sem comorbidades, utilizando as doses da vacina da Pfizer. Os municípios devem iniciar exclusivamente pelos que tenham entre 17 anos à 17 anos, 11 meses e 29 dias de idade.

Geraldo Resende, destaca que devido ao avanço da vacinação contra COVID-19 no Estado, possibilita o início da vacinação de adolescentes. “Seremos o primeiro Estado do País a iniciar a vacinação de adolescentes e isso é bom. Já tem Capitais que iniciaram a vacinação, mas seremos o primeiro Estado a fazer isso em todos os municípios”, afirmou.

De acordo a resolução 180/CIB/SES, os municípios estão autorizados a iniciar a vacinação de adolescentes a partir das doses da vacina da Pfizer que chegam na noite desta sexta-feira e serão distribuídas aos municípios a partir deste sábado (14.8). Os municípios devem aplicar a primeira dose (D1), em de adolescentes de 12 à 17 anos de idade, devendo nesta remessa iniciar exclusivamente pelos que tenham entre 17 anos à 17 anos, 11 meses e 29 dias de idade, com ou sem comorbidades.

O secretário explica que serão utilizadas 50% das doses recebidas da vacina da Pfizer para os municípios iniciarem a vacinação de adolescentes sem comorbidades. “Como é uma quantidade pequena os municípios devem começar vacinando os adolescentes com 17 anos incompletos e ao longo que mais doses forem chegando, poderemos ir decrescendo na idade até os 12 anos”, completou.

Mato Grosso do Sul já vacinou 7.273 adolescentes com comorbidades graves contra Covid-19. Em 18 de junho, a Secretaria de Estado de Saúde iniciou a vacinação de adolescentes com comorbidades graves utilizando a vacina da Pfizer em Mato Grosso do Sul, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a indicação da vacina Comirnaty, da Pfizer, para crianças com 12 anos de idade ou mais, incluindo na bula da vacina a nova faixa etária.

A ampliação foi aprovada após a apresentação de estudos desenvolvidos pelo laboratório que indicaram a segurança e eficácia da vacina para este grupo. Os estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela Anvisa.


Voltar


Comente sobre essa publicação...